7 dicas para ter confiança no relacionamento

Casamento  /   /  Por Casal Em Construção

A falta de confiança é um dos grandes motivos de separação entre casais. Não é à toa: ninguém consegue viver muito tempo em um ambiente volátil, onde não é possível se jogar tranquilamente. Se o seu relacionamento precisa melhorar nesse aspecto, não se desespere, trouxemos 7 dicas para ter confiança no relacionamento. É possível construir uma relação de segurança (se os dois trabalharem juntos para isso, é claro). Mas afinal, como saber se está faltando confiança no relacionamento?

Sinais de que falta confiança na relação

  • Você não fica tranquilo quando estão separados – Sempre que seu par está longe do seu campo de visão, você fica com medo de ele estar fazendo algo errado.
  • Você tem vontade de invadir a privacidade dele – Se você tem vontade de dar aquela espiadinha nas conversas do seu par, talvez esteja faltando confiança no relacionamento.
  • Acreditar no que o outro diz é difícil – Você tem a sensação de que está sempre sendo passado para trás? Alerta vermelho, a confiança está quase zero.

E agora? Como alcançar a confiança no relacionamento?

Conversem muito. Sobre tudo.

Já falamos diversas vezes por aqui: conversar é preciso. Sim, diálogo é tão importante quanto o amor em uma relação. Porque sem diálogo, o amor pode ser abafado dia após dia, até que estar junto não faça mais sentido. Triste, não é? Mas não precisa ser assim. Da mesma forma que vocês têm um compromisso um com o outro, assumam o compromisso de conversar sobre tudo. Não de maneira forçada e robótica, viu? Não é uma “DR”. É uma conversa entre duas pessoas que se amam, que se interessam pelo ponto de vista do outro e que têm vontade de melhorar como pessoas e como parceiros.

Além disso, conversar é a melhor forma de evitar insegurança, que muitas vezes leva à desconfiança e, consequentemente, ao fim da relação. Se você sabe o que se passa pela cabeça do seu par, não tem por que pensar que ele está fazendo algo de errado quando está longe de você, certo?

Deixem as mentiras de lado.

Não importa o tamanho da mentira, ela pode destruir a confiança que existe entre um casal. Por isso, façam um pacto de sempre falar a verdade, sob quaisquer circunstâncias. Mas ser verdadeiro não quer dizer ser grosseiro – é importante falar de uma forma que você gostaria de ouvir. Afinal, ninguém quer ser ferido com a verdade, não é mesmo?

Admitam suas falhas.

Para construir confiança no relacionamento, é importante saber que você vive com alguém capaz de admitir suas falhas e vice-versa. Uma pessoa capaz de se arrepender pelos próprios erros demonstra a vontade de evoluir, o compromisso com a relação e, consequentemente, é digna de confiança. Por isso, não hesite em admitir suas falhas, mas não exagere: quando em excesso, pode beirar à humilhação, e não é essa posição que devemos assumir em uma relação saudável.

Saiam da defensiva.

Quando agimos muito na defensiva, o parceiro pode interpretar que estamos escondendo algo. É a reação mais instintiva – “quem não deve não teme”. Por isso, é preciso abandonar a postura defensiva de qualquer maneira. É claro que, às vezes, esse comportamento é uma resposta às atitudes agressivas do parceiro. Se for esse o caso, chegou a hora de dialogar para aprender a questionar sem qualquer tom de ameaça ou acusação.

Esqueçam um pouco das opiniões externas.

É comum conversar com os amigos ou familiares sobre o relacionamento, e muitas vezes opiniões são construtivas e bem-vindas. Porém, em excesso, podem ser um problema. Cuidado com aquelas pessoas que ficam dando “alertas” para trazer dúvidas que não deveriam existir. Uma relação sólida e sincera deve ser vivida entre duas pessoas, sem participações especiais de comentaristas, não é mesmo?

Invistam na autoestima.

Um agravante da falta de confiança no parceiro é a falta de confiança em si. A conta é bastante lógica: se você não sente orgulho de quem é, não está satisfeito com a vida que leva ou não gosta do que vê no espelho, vai ficar inseguro e achar que seu parceiro enxerga você da mesma forma. Mas não é bem assim, e investir na sua autoestima não quer dizer necessariamente mudar tudo de lugar ao mesmo tempo. Às vezes, você só precisa aprender a focar em suas qualidades, ser gentil consigo e admirar sua jornada.

Além disso, existem coisas simples que você pode fazer para liberar as tão desejadas químicas boas do cérebro, responsáveis pela nossa felicidade: praticar exercícios físicos, se alimentar bem, dormir o suficiente e ser grato. Sim, exercitar a gratidão também é uma ótima estratégia para afastar a negatividade sobre nós mesmos e a respeito de tudo que nos cerca.

Como reconstruir a relação?

A relação acabou ou está por um fio? Houve uma quebra de confiança muito grave como traição, por exemplo? Bom, se há amor e arrependimento verdadeiro, é possível reconstruir a relação. Para isso, é preciso percorrer um caminho de perdão e comprometimento. Quem foi traído precisa estar disposto a deixar o passado para trás. Quem traiu precisa demonstrar total dedicação com a verdade. E isso não quer dizer passar a dar relatório de cada passo que dá, caso contrário, vira um relacionamento controlador – o que certamente não é saudável nem duradouro. É preciso encontrar o equilíbrio e caminhar juntos para superar essa fase. Juntos, com certeza, conseguirão. Ah, e se precisar de ajuda, não se esqueça: pode contar com a gente. Como educadores conjugais, buscamos desenvolver as melhores estratégias para desenvolvimento em família. Por isso, não hesite: entre em contato e nos siga no YouTube, no Instagram e curta a nossa página no Facebook para mais conteúdos como esse. 🙂

Se gostou das nossas dicas, aproveite e assista nosso vídeo desse tema.

Gostou desta matéria? Leia estas também!

Decidir unir as escovas de dentes traz junto outras responsabilidades. Afinal, viver sob o mesmo...

No começo do namoro tudo é festa. É aquele mundo novo, cheio de novidades, paixão e alegria. A...

A ideia de que só o amor sustenta um relacionamento é tão ultrapassada, que deveria ficar apenas...

Um comentário
 
  1. Pingback: Dicas para sair de uma crise no casamento | Casal Em Construção

Deixe uma resposta