Mentiras na adolescência. Como lidar e como evitá-las?

Casamento  /   /  Por Casal Em Construção

Descobrir uma mentira que veio dos filhos costuma ser uma grande decepção. Afinal, parece que ainda ontem eles eram apenas crianças. Hoje, quase tudo mudou. Seus gostos, manias, vontades. Com a adolescência, tudo muda. E isso não é ruim. Só é ruim quando os pais não conseguem compreender o processo de crescimento e, sem querer, acabam criando entre si barreiras em vez de pontes. Mas como lidar com mentiras na adolescência?

Nessa fase, a mentira pode começar a dar as caras de forma mais perceptível e se fazer presente no dia a dia da família. Claro, crianças e adolescentes podem mentir. Mas na infância, as mentiras são menos frequentes e até mesmo menos sérias do que na adolescência.

A mentira, nessa faixa etária, costuma aparecer por medo de levar bronca ou ficar de castigo. É o filho que fala que vai para a escola e vai para outro lugar, ou que diz que saiu do videogame e passou o resto do dia estudando… Existem várias pequenas inverdades que começam a deixar os pais de cabelo em pé. Mas afinal, como lidar com mentiras na adolescência e como evitar que criem raízes na relação entre pais e filhos?

Explique o real significado de dizer a verdade

Dizer a verdade não é necessário apenas para não ficar de castigo, ou porque é uma atitude bonita. Quando mentimos para alguém, supomos e agimos como se essa pessoa não merecesse a nossa verdade. Com a mentira, traímos sua confiança, lealdade e amizade. E sim, pais e filhos devem ser amigos também.

Construa uma relação de confiança

Conversar sobre tudo e estar disposto a realmente ouvir (com compreensão) o que seus filhos querem dizer é um marco na construção de uma relação de confiança. E além de estar disposto a ouvir, é importante saber respeitar o momento em que não há nada para ser dito. Parece complexo, não é? Vamos pensar na prática. Se você descobriu uma mentira, está frustrado com a situação e exige explicações imediatas, dificilmente essa atitude resultará em um diálogo produtivo, não é mesmo? Agir de cabeça quente pode, inclusive, fazer com que quem mentiu se feche ainda mais para você.

Para criar uma relação saudável e recíproca, é preciso investir na relação de troca. Demonstre interesse pelo universo de seu filho. Pergunte como foi o dia na escola, quem são seus amigos favoritos, qual o seriado do momento e passe um tempo de qualidade com ele sempre que puder. Isso fará com que ele se sinta seguro ao seu lado, minimizando as chances de mentir por medo de ser julgado ou castigado.

Dê os primeiros passos

Ser adolescente pode ser bastante complicado. Você sabe disso porque já foi um. Que tal pensar por esse viés? Tente se colocar no lugar dele e imagine o que o levaria a tomar tal atitude. Depois, converse com ele usando exatamente essa abordagem. Mostre que você já teve a idade dele, que também é filho e que não é perfeito, mas que coloca a integridade e segurança de quem ama em primeiro lugar. Algumas coisas mudam de face quando são vistas por outra perspectiva. Por isso, mostre que você não é o vilão. Nem o mocinho. Assim como ele também não é. E está tudo bem, porque somos pessoas normais, que buscam aprender e evoluir todos os dias.

Seja transparente, mas não exagerado

Quando temos medo de que nossos filhos se coloquem em más situações, podemos ter a inclinação de colocá-los medo. Medo do mundo, da vida, das pessoas: “Não faça isso, senão (insira algo terrível aqui) pode acontecer!” Sabemos que o medo exacerbado não é e nunca foi um bom professor. O que precisamos fazer é ser transparentes a respeito das consequências. Independente da idade, precisamos ter clareza a respeito dos resultados de nossos atos. Tanto os positivos, quanto os negativos.

Trabalhe em sua relação conjugal

Não é novidade que os pais são o espelho dos filhos. Quando você busca uma relação com diálogos saudáveis, onde a verdade predomina, é preciso ver se a relação com seu parceiro está em sintonia também. Vocês conseguem conversar abertamente? Precisam esconder pequenas coisas um do outro para que não haja certo julgamento ou para que não culmine em brigas? Todas as relações dentro de um mesmo lar precisam estar nutridas e alinhadas. Dificilmente os filhos adolescentes vão reproduzir uma postura positiva em um ambiente que não oferece isso a ele. Por isso, dar o exemplo é a base fundamental para evitar mentiras na adolescência.

Se você estiver passando por essa situação e não sabe como lidar com mentiras na adolescência, entre em contato com a gente. Com três filhas de diferentes idades – inclusive uma adolescente – estamos desenvolvendo juntos a melhor forma de cultivar a verdade em nossa família. Temos certeza que você conseguirá também!

Gostou das dicas? Então você também pode nos acompanhar no Instagram, no Facebook e assistir nosso vídeo sobre o tema no canal! 🙂

Gostou desta matéria? Leia estas também!

Decidir unir as escovas de dentes traz junto outras responsabilidades. Afinal, viver sob o mesmo...

No começo do namoro tudo é festa. É aquele mundo novo, cheio de novidades, paixão e alegria. A...

A ideia de que só o amor sustenta um relacionamento é tão ultrapassada, que deveria ficar apenas...

Deixe uma resposta