Planejando sua viagem para a Disney – passo 5

Viagens  /   /  Por Mônica Japiassú

Este é o quinto passo da série 12 passos para você mesmo planejar sua viagem para a Disney.

Depois de reservar o hotel (ou hotéis), o próximo passo é:

5) Alugue o carro

Neste passo você terá que analisar alguns pontos:

5.1) Verba disponível

Tente definir qual é a faixa de valores em que o aluguel do carro deve estar, especialmente se você tiver uma verba bem limitada para a viagem toda. Se for este seu caso, você pode economizar no aluguel do carro. Veja como nos próximos itens.

5.2) Hotel

Se você for ficar em algum hotel do Complexo Disney, você terá à disposição o transporte gratuito para os parques da Disney. Assim, você tem a possibilidade de economizar no aluguel do carro caso escolha fazer uma maratona de vários dias seguidos de parques – ou intercalar esses dias com um dia de descanso dentro do hotel ou um dia inteiro no Downtown Disney (também utilizando o transporte do hotel).

Caso prefira ficar com o carro alugado à sua disposição mesmo estando em um hotel da Disney, ainda assim recomendamos que você deixe o carro no estacionamento do hotel (que é gratuito) e utilize o ônibus do hotel para is aos parques. Você saltará bem mais perto da entrada do parque do que se for de carro.

Caso vá ficar em um hotel fora do Complexo Disney, recomendamos que você alugue um carro, mesmo se o hotel oferecer transporte para os parques. Nesses outros hotéis, geralmente o transporte tem hora marcada e para em outros locais no caminho entre seu hotel e o parque em que você vai. Ou seja, você fica sem liberdade para ir e voltar no horário em que quiser e ainda perde mais tempo do que se estivesse de carro. No entanto, se você precisar economizar, procure hotéis que tenham esse serviço e não alugue carro (ou diminua a quantidade de diárias do carro).

5.3) Quantidade de malas

Caso você pretenda alugar o carro no aeroporto, terá que escolher um com tamanho de mala suficiente para acomodar as malas que você está levando.

Recomendamos que você leve o mínimo possível, para não precisar alugar um carro tão grande logo no início da viagem – e, assim, economizar dinheiro.

Na volta de Orlando, certamente você levará mais malas para casa do que tinha no início da viagem, então é possível que você precise trocar o carro alugado por um maior nos últimos dias. Ou, se você estiver hospedado em um hotel da Disney no último dia, recomendamos fortemente que você utilize o Magical Express, que levará você e suas malas tranquilamente para o aeroporto.

Atenção: não arrisque colocar malas na parte interna do carro. Isso é proibido nos EUA e você pode acabar levando uma multa, além de perder tempo se for parado por um policial.

5.4) Quantidade de pessoas

Caso seu grupo tenha mais de 5 pessoas, compare o valor entre alugar um carro maior (minivan ou van) ou alugar 2 carros menores (tipos?), sem esquecer-se de verificar a quantidade de malas que você terá que colocar nos carros.

5.5) Cadeirinhas para crianças

Se você tem filhos que ainda precisam de cadeirinha ou booster, NÃO deixe de usá-los no carro alugado. Não só porque você poderá ser multado, mas, principalmente, pela segurança de seus filhos.
Geralmente o aluguel de cadeirinhas nas operadoras não é barato, valendo mais a pena levar a cadeirinha que você já tem ou mesmo comprar uma lá, no Walmart ou algum outro mercado. Vale a pena avaliar os prós e contras dessas opções.

5.6) GPS

Nós recomendamos fortemente que você USE GPS em Orlando e arredores, a não ser que você já seja quase um morador de lá e conheça bem os caminhos de todos os locais que pretenda visitar.
Se você pretende fazer outras viagens para lá no futuro ou se pretende passar a usar um GPS aqui no Brasil depois da viagem, vale mais a pena comprar um do que alugar nas operadoras.
Se for comprar no Brasil, antes da viagem, não se esqueça de comprar o mapa da Flórida, para não ter a ingrata surpresa de não poder usar o aparelho somente ao chegar lá.

5.7) Seguros e afins

As locadoras oferecem alguns tipos de seguros e serviços opcionais (ou seja, você não é obrigado a adquiri-los):

LDW (Loss Damage Waiver) ou CDW (Collision Damage Waiver) – seguro contra roubo e colisões.
EP (Extended Protection) ou LIS ou SLP – seguro contra danos físicos ou materiais a terceiros.
Assistência 24 horas – para o caso de alguma manutenção necessária ao veículo.
Combustível pré-pago – você pode escolher entre pagar previamente o equivalente a um tanque cheio de combustível, para não ter a necessidade de devolver o carro com o tanque cheio, ou não pagar previamente e precisar passar em um posto de gasolina antes da devolução.
Motorista adicional – se alguém além de você for dirigir o carro, é necessário dar essa informação à locadora, que pode cobrar alguma taxa a mais.
Dispositivo Tollpass – algumas locadoras oferecem esse serviço, para que você possa passar por pedágios sem precisar parar na guarita para pagar na hora. Nesse caso, os valores dos pedágios serão debitados no cartão de crédito que você mostrará para o atendente na hora de pegar o carro.

Agora vamos à parte prática! Onde alugar o carro?

Nós já experimentamos algumas formas diferentes de contratar esse serviço:

Happy Tours

Nesse site você pode comparar preços de algumas locadoras, como Alamo, Hertz, National, Thrifty. Lá você vê quais são os tipos de carros que você pode alugar, bem como suas capacidades (quantidade de pessoas e de malas).
Alugando pelo site, você receberá um voucher para apresentar à operadora quando chegar ao local de retirada – e só então você será cobrado.

Renting Carz

Também é um site onde você consegue comparar preços de várias locadoras de uma vez.
Gostamos mais deste, que se mostrou mais intuitivo e objetivo que o Happy Tours.
Este site oferece a tarifa “Promo”, que é a mais barata de todas e deve ser paga previamente, no ato da reserva pelo site. Neste caso, você não tem a opção de escolher em qual locadora específica vai querer alugar o carro. O site só informa qual será a locadora após o fechamento do seu pedido.

– Direto no site da Hertz

Em uma das nossas viagens, optamos por alugar direto pelo site da Hertz pois eles ofereciam um transporte para ir nos buscar no hotel e nos levar até a locadora, para pegar o carro. Acabou que descobrimos que havia uma Hertz a poucos metros do hotel e fomos andando mesmo. 🙂

Gostou desta matéria? Leia estas também!

Fiz uma pesquisa aqui no nosso blog e só encontrei um post sobre o Hotel Fazenda Cascatinha! Fiquei...

Foi assim: o Marcelo conheceu a Ludus Luderia no fim de 2015, quando viajou sozinho pra São Paulo....

Durante nossas férias de 15 dias em São Paulo com as crianças, ficamos 5 dias em Campos do Jordão e...

Um comentário
 
  1. Pingback: 12 passos para você mesmo planejar sua viagem para a Disney | Família Quadrada

Deixe uma resposta