Como dividir as tarefas domésticas

Casamento  /   /  Por Casal Em Construção

Namorar é tudo de bom. Você conhece aquela pessoa bonita, inteligente, carinhosa e superinteressante. Vocês saem para passear, riem muito juntos, dormem um na casa do outro e, depois, cada um volta para a sua casa. Às vezes até se encontram durante a semana, porque a saudade aperta, mas logo voltam para as suas rotinas, já ansiosos para o próximo encontro.

Após um certo tempo, decidem se casar, ou simplesmente juntar as escovas de dente e começar a dividir o mesmo teto. Bom, é aí que o bicho pode começar a pegar. Lembra que falamos aqui que viajar em casal faz com que a gente conheça todos os lados do parceiro e vice-versa? Então. Morar junto é como uma eterna viagem, só que no dia a dia.

Calma, ninguém aqui está falando que casar ou morar junto é um problema. Realmente não precisa ser. Um dos grandes motivos que transforma a vida a dois em relacionamentos conturbados é a falta de harmonia na hora de dividir as tarefas domésticas.

Não é para menos. Ninguém merece trabalhar fora durante o dia, chegar em casa cansado e ainda se deparar com uma cena de guerra em casa. Toalha molhada em cima da cama, roupas espalhadas pelo chão e tanta louça na pia, que não sobrou UM copo limpo para você beber água enquanto toma coragem para iniciar o segundo turno de trabalho: a faxina.

Claro que estamos trabalhando com o pior cenário possível. Mas não precisa ser caótico dessa maneira para que você e seu parceiro compartilhem a organização da casa. A divisão de tarefas, quando feita de forma justa, é uma das chaves para ter um relacionamento mais feliz e até mais caloroso.

O porquê de uma relação ser mais feliz com uma boa divisão de tarefas você já sabe. Ninguém fica sobrecarregado, a casa fica sempre limpa (viver em ambientes desorganizados gera estresse e ansiedade, além dos fatores de higiene) e você sente que vive com alguém com quem pode contar.

Sobre o relacionamento ficar mais caloroso, ou seja, com uma vida íntima mais ativa, se deve ao fato de que a libido é muitas vezes atrapalhada pelos problemas do cotidiano. E, se vocês dois causam problemas domésticos um ao outro, provavelmente a vontade de estar fisicamente interligado vai cair drasticamente.

Não dividir as tarefas domésticas provoca grandes impactos na vida a dois:

  • Estresse – viver em um ambiente sujo pode ser o estopim para desencadear picos de estresse e, consequentemente, brigas. Por isso, se quiserem viver mais relaxados, mantenham a limpeza da casa em dia.
  • Sobrecarga em um dos lados – cada pessoa precisa ter suas obrigações. Não estamos mais nos tempos passados, onde o homem só trabalhava e a mulher cuidava de todo o resto. Hoje, todo mundo pode e deve fazer um pouco de tudo.
  • Vida íntima prejudicada – afinal, quem quer estar perto de alguém que só atrapalha ao invés de ajudar?
  • Impacto na saúde – Se você vive estressado, brigando com seu parceiro e ainda por cima mora em um ambiente bagunçado, provavelmente vai dormir e se alimentar mal e estar sempre com os nervos à flor da pele. Resumindo: as tarefas de casa precisam ser feitas pelos dois.

Se você chegou até aqui, provavelmente se identificou com os pontos citados e está precisando de algumas dicas para dividir as tarefas domésticas, não é? Pode ficar tranquilo, você está no lugar certo.

5 Dicas

  • Deixe claro que você precisa de ajuda – algumas pessoas, em um relacionamento, acabam tomando a postura de fazer tudo. O famoso “já que estou com a mão na massa, já vou fazer aquela outra tarefa ali”. Outras pessoas muitas vezes sequer percebem que seu parceiro está fazendo tudo sozinho. Por isso, chame seu parceiro para conversar e deixar claro que você precisa de ajuda. Mas sem ataques, viu? Essa conversa precisa ser harmoniosa, para gerar resultados positivos.
  • Saiba que as tarefas nunca acabam – além de sempre surgirem novas tarefas domésticas, com o passar do tempo a realidade muda, chegam os filhos, os cachorros, os gatos… Ou seja, a divisão de tarefas não só precisa acontecer, como precisa ser ajustada de tempos em tempos.
  • Inclua os filhos nas atividades – a partir de certa idade, os filhos podem e devem participar da colaboração doméstica. Não apenas para que a casa se mantenha arrumada, mas para que vocês criem adultos independentes e organizados. É claro que a delegação de tarefas para crianças é feita a partir da capacidade de cada um dos pequenos. Bom senso é fundamental.
  • A dica de ouro: divida os trabalhos em colunas – aqui em casa, nós dividimos as tarefas assim. Colocamos em nossos nomes papeizinhos com todas as tarefas que cada um desempenha no dia a dia. Assim, é possível perceber quem está sobrecarregado e também identificar as tarefas que ainda não têm dono. Quem está com menos atribuições escolhe absorver atividades de quem está sobrecarregado ou que ainda não têm um responsável. Dessa forma, fica fácil visualizar quem está colaborando mais ou menos e aplicar uma divisão justa.
  • Faça negociações – depois de um tempo com as tarefas devidamente compartilhadas, é comum que a gente comece a achar chato realizar determinada atividade. Por isso, nada melhor do que negociar trocas de tempos em tempos. Cansou de lavar a louça? Que tal propor uma troca e ficar com a limpeza do banheiro?

Agora você já sabe por que cuidar da casa é fundamental. Se você e seu parceiro estão passando por dificuldades nessa área, entre em contato com a gente. Nós aprendemos a dividir as tarefas domésticas e podemos ajudar vocês a viverem juntos – e em harmonia – também!

Gostou desta matéria? Leia estas também!

Ah, as férias… O que mais ouvimos por aí é aquela frase de sempre: “as crianças saem de férias, os...

“No começo de qualquer relacionamento, tudo são flores.” Você com certeza já deve ter ouvido essa...

Num relacionamento amoroso, muitas vezes, é necessário CEDER PARA VENCER.O trecho da imagem foi...

Deixe uma resposta