Promoção: Livro “Dez bons conselhos de meu pai”

Dinheiro  /   /  Por Mônica Japiassú

Ontem houve o lançamento do livro Dez bons conselhos de meu pai, do Gustavo Cerbasi, no Rio de Janeiro – e nós estávamos lá!

Foi uma noite ótima, iniciada por um papo superagradável com o Gustavo e sua simpática esposa. Em seguida, houve palestra, respostas às dúvidas do pessoal, autógrafos e fotos.

Como já tínhamos comprado (e lido) o livro em versão eBook, a oportunidade de participar do evento de lançamento e a foto que o Gustavo tirou conosco serviram como autógrafo para nós. Espero que em breve alguém invente uma maneira de autografar livros digitais! 🙂

A leitura desse livro vale muito! Diferente dos livros anteriores do Gustavo (que também recomendamos demais), este não fala exatamente de finanças, mas sim de experiências muito ricas (e aqui não estamos falando de riqueza financeira) da vida dele que servem de inspiração para melhorarmos o nosso comportamento para alcançar nossos objetivos.

E como queremos ajudar os nossos seguidores a terem a oportunidade de mudar sua vida para melhor, vamos dar um exemplar do livro autografado pelo Gustavo exclusivamente para um seguidor do nosso blog.

Para participar é simples! Não dizem por aí que “se conselho fosse bom, não se dava, se vendia”? Então queremos saber: qual foi o conselho que você já recebeu e, de tão bom, você seria capaz de pagar por ele? Responda aí embaixo, nos comentários deste post, ou em nossa fanpage do Facebook.

Diferente das promoções anteriores, dessa vez não faremos um sorteio, mas escolheremos a melhor resposta. Então, coloquem a cachola para funcionar e compartilhem conosco e com nossos leitores aqueles conselhos que podem mudar a vida de alguém!

O resultado será divulgado no dia 28/04/2013.

Cadastre-se para receber e-mail quando houver posts novos!

Gostou desta matéria? Leia estas também!

O que você faria com 200 milhões? Essa foi a pergunta que a Amanda fez pra mim e pro Marcelo ontem....

No quadro Pode Perguntar! que estamos fazendo no Snapchat, nos pediram dicas de livros...

Cuidado ao associar recompensas às atividades que seus filhos DEVEM fazer. Quem nunca falou para...

11 comentários
 
  1. Cris Mendes 27 de abril de 2013 at 13:44 Responder

    Eu carrego comigo o conselho e o exemplo dos meus pais que é: “Faça a sua parte, faça diferença”. Este conselho tem várias aplicaçoes, como por exemplo: mesmo que grande parte das pessoas poluam irresponsavelmente as ruas da cidade que vive, você deve tentar deixa-lá limpa. Mesmo que existam pessoas falsas, você deve ser sincero e honesto. Mesmo que a caridade esteja se estinguindo, você deve ser caridoso. Com certeza tem varios outros exemplos e até a familia quadrada é um bom exemplo de pessoas que fazem a sua parte e conseguem mostrar que existem relacoes sinceras, casamentos felizes, crianças educadas. Se todos seguissem isto, acho que o mundo seria melhor.

  2. José (pai da Mônica) 25 de abril de 2013 at 13:11 Responder

    Quando eu era criança, a minha mãe repetiu muitas vezes uma frase que era um conselho disfarçado: “O teu pai não é sócio da Light!” De tanto ouvir isso, criei o hábito de não desperdiçar nenhum centavo de energia elétrica e, por tabela, de água. Nunca deixo uma luz acesa sem necessidade, não me ensaboo com o chuveiro ligado, etc. Com o dinheiro que economizei ao longo da vida nas contas da Light, dava para pagar bem pelo conselho! 🙂

  3. fabiana 22 de abril de 2013 at 21:19 Responder

    Um bom conselho que vivo esquecendo de colocar em prática e se talvez tivesse pago daria mais valor é “Não pense que as pessoas vão agir como você agiria”. Não podemos contar com o bom senso, honestidade, amizade de todas as pessoas. Eu vivo me dando mal, porque confio demais. Meu pai também dizia “Quem fala demais, dá bom dia a cavalo”

  4. Wilian Farias 22 de abril de 2013 at 14:05 Responder

    Meus pais sempre me ensinaram: “Nunca passe por cima dos outros para progredir na vida. Se você for competente e buscar sempre fazer o seu melhor, o sucesso será inevitável! Pense nisso.” Acho que foi um bom conselho que sigo até hoje, buscando meu espaço onde quer que eu trabalhe. Um abraço, Wilian

  5. Juliana 21 de abril de 2013 at 23:52 Responder

    Meu pai sempre me ensinou: primeiro pague suas dívidas, sempre. Depois viva com o que sobrar. Isso me ajudou muito a ter os pés no chão e conter os gastos. Não pagar juros, multas, etc sempre foi prioridade no meu controle financeiro.

  6. José (pai da Mônica) 20 de abril de 2013 at 16:32 Responder

    Até que horas do dia 28 pode-se enviar a frase?

    • Mônica Japiassú 20 de abril de 2013 at 17:11 Responder

      Vai deixar pra enviar no último minuto, é? Mande até meio-dia, então. 🙂

      • José (pai da Mônica) 20 de abril de 2013 at 17:38 Responder

        Não vou deixar para o último minuto, não! Sugiro que você informe o prazo para envio das respostas, no texto inicial.

  7. Leo 19 de abril de 2013 at 11:41 Responder

    Minha mãe me aconselhou: “meu filho, entre no site da família quadrada e aprenda como ser uma família feliz!”

  8. Lúcia Japiassú 18 de abril de 2013 at 21:04 Responder

    Mãe pode participar? ehehehehehehehe

  9. rosana bianchi 18 de abril de 2013 at 20:00 Responder

    minha mãe sempre nos aconselhou ” a melhor resposta q se pode dar é o silêncio”. e esse conselho sigo a risca. não pagaria não. porque devemos sempre tentar ajudar os outros sem esperar nada em troca, mesmo q seja através de um simples conselho. caberá a pessoa querer seguir ou não. vou apenas dar de graça o q recebi de graça.

Deixe uma resposta