E lá se vai mais uma fase… (parte 2)

Filhos  /   /  Por Mônica Japiassú

Depois de mostrar que já está crescendo e não precisa mais de regras coladas na parede, a Letícia resolveu dar outra demonstração de que não é mais uma bebezinha. E, nessa ocasião, ainda tive a oportunidade de constatar como a sequência de pensamentos se formou na cabecinha dela.

Acompanhem comigo:

1) A Letícia viu um protetor de chupeta antigo em sua gaveta;
2) Lembrou que deu todas as suas chupetas para o Papai Noel e comentou o fato comigo;
3) Isso levou-a a lembrar de uma amiga da escola que ainda usa chupeta e paninho;
4) Ao falar que a amiga ainda usa paninho, a Letícia lembrou que ainda tinha um monte de paninhos guardados;
5) Falou que não é mais bebê e não precisa mais dos paninhos;
6) Como já tinha dado as chupetas para o Papai Noel, falou que queria dar os paninhos para o Coelhinho da Páscoa;
7) Colocou todos dentro de uma caixa, que deixou na varanda, dizendo que o Coelhinho ia pegá-los e deixar pra ela em troca um ovo de chocolate.

Os paninhos todos dentro da caixa, na varanda

Os paninhos todos dentro da caixa, na varanda

Acho fantástico observar esses “links” que nossa mente faz até chegar a um pensamento!

No dia seguinte, a Letícia tomou seu café da manhã mais rápido do que nunca, para poder abrir logo a caixa que estava na varanda. E teve essa grata surpresa:

Feliz com o presente que o Coelhinho da Páscoa deixou em troca dos paninhos

Feliz com o presente que o Coelhinho da Páscoa deixou em troca dos paninhos

Cadastre-se para receber e-mail quando houver posts novos!

Gostou desta matéria? Leia estas também!

Independente da religião que nossas filhas vão seguir, a gente sempre incentivou elas a rezar, ou...

Acompanhar a linguagem, o ritmo e tudo que rola dos adolescentes sempre foi difícil para os pais,...

Delícias em ser pai e mãe estão em detalhes como abaixo. Sempre que a Priscila vai no banheiro...

13 comentários
 
  1. Lúcia Japiassú 14 de novembro de 2012 at 23:34 Responder

    Ahahahahahahaha

  2. Lúcia Japiassú 14 de novembro de 2012 at 23:33 Responder

    Ahahahahahahahah 🙂

  3. SELENE 14 de novembro de 2012 at 11:00 Responder

    É maravilhoso esse estimulo que vcs dão pra filhas de vcs com certeza serão crianças com auto estima elevadas pq vcs dois sabem sempre mostrar os acertos. O pastor Josué Gonçalves sempre diz: ” A estrutura básica da auto-estima forma-se durante a infância. A maneira como a criança é recebida e aceita na família, a forma como é tratada e as palavras que lhe são dirigidas nos primeiros anos de vida são fundamentais para que a criança construa um bom conceito de si mesma. Se recebe um feedback positivo para sua existência e comportamento, terá mais facilidade para formar sobre si mesma uma boa opinião e um bom sentimento. Mas se for sempre negativo, a opinião e sentimento formado poderá ser de desqualificação. Sendo assim, é de suma importância a participação dos pais na formação da auto-estima das crianças. Eis algumas sugestões do que os pais podem fazer. Demonstrar alegria pela presença e participação da criança na vida familiar, ouvindo o que a criança tem a dizer, olhando e sorrindo para ela, respondendo pacientemente às suas perguntas.” E isso vc e o Celinho fazem de sobra parabéns que Deus os abençoe sempre. bjs.

    • Mônica Japiassú 14 de novembro de 2012 at 11:26 Responder

      Selene, Muito linda e verdadeira essa citação do pastor Josué Gonçalves. Obrigada por compartilhar conosco! E obrigada pelos seus comentários sempre tão carinhosos! B-jão!

  4. José (pai da Mônica) 14 de novembro de 2012 at 10:20 Responder

    E o ovo de chocolate?

  5. Viviane Japiassú Viana 14 de novembro de 2012 at 09:43 Responder

    Que fofa! Eu também dei minhas chupetas para o papai noel. rsrsrs

  6. Lúcia Japiassú 14 de novembro de 2012 at 09:38 Responder

    Fico feliz e triste ao mesmo tempo por ver a Letícia evoluindo. Fico feliz por ver que ela está amadurecendo e triste por ver que ela está deixando de ser nossa bebezinha 🙂 Domingo, aqui em casa, ela achou um paninho na gaveta dela, no armário aqui de casa, e ficou toda feliz. Aí, para minha surpresa, ela falou: “Ih, um paninho. Eu já dei tudo pala o coelhinho, tem que dar esse também”. Muito fofa, né?

Deixe uma resposta