Como falar para seu filho ouvir e como ouvir para seu filho falar

Filhos  /   /  Por Mônica Japiassú

Esse é o título do livro que acabei de ler, escrito por Adele Faber e Elaine Mazlish, cada uma mãe de 3 filhos que nunca ficaram de castigo, graças aos métodos que elas ensinam.

Já li vários livros sobre o universo infantil desde que soube que estava grávida da Amanda e, até agora, esse foi o que mais gostei!

A leitura é envolvente, fácil de compreender, e os métodos são superinteressantes e fáceis de aplicar, se estivermos realmente dispostos a aplicá-los, obviamente.

Pra vocês não ficarem curiosos e, além disso, ficarem com vontade de ler o livro (não, não estou ganhando nenhuma comissão! heheheeh!), vou dar um exemplo:

No capítulo Alternativas ao castigo, as autoras dão 7 sugestões que podemos aplicar com nossos filhos, seguidas de pequenas estórias em quadrinhos mostrando o que os pais não devem fazer e como os pais devem fazer.

Uma das sugestões é dar opções ao filho. Por exemplo, se você estiver fazendo compras com seu filho e ele estiver correndo pelos corredores do mercado, em vez de dizer “Se eu te pegar correndo de novo, vou te bater!”, diga “Filho, nada de correr! Você pode escolher entre me ajudar ou ficar sentado no carrinho.”. A princípio, parece que é algo que não vai adiantar nada, mas elas mostram (através de exemplos reais) que as crianças se sentem importantes quando podem fazer uma escolha em vez de serem obrigadas a fazer algo que não querem.

No decorrer do livro há várias histórias em quadrinhos que nos mostram de modo mais claro como podemos agir de uma maneira bem melhor com nossos filhos, além de exercícios no fim de cada capítulo, exemplos reais de vários pais que participaram de workshops que elas dão e cartas de outros tantos pais, do mundo inteiro, agradecendo e contando suas histórias de sucesso com seus filhos. Há também, no fim, cartas de alguns pais que contaram que os métodos não funcionaram com seus filhos, e então elas mostram por que esses pais erraram e como eles deveriam ter feito.

O mais legal é que os métodos que elas descrevem podem ser feitos tanto com crianças como com adolescentes. É claro que alguns deles são muito elaborados para uma criança da idade da Amanda e outros são muito infantis para um adolescente, mas não é obrigatório que usemos todos eles com nossos filhos.

Já comecei a tentar usar algumas coisas que aprendi no livro com a Amanda, com sucesso. No início a gente se sente meio artificial, parece que estamos fazendo algo de forma forçada, mas acredito que com o tempo tudo passe a fluir naturalmente.

E pra vocês verem como gostei mesmo do livro, acredito que ele sirva também para nos ajudar na comunicação com outros adultos! Outro dia mesmo utilizei com o Celinho um dos métodos que elas ensinam naturalmente, sem nem sentir que eu já estava aplicando algo que acabei de aprender no livro!

E vocês, já leram esse livro? Já aplicaram os métodos com seus filhos? Como foi?

Gostou desta matéria? Leia estas também!

Nesse últimos 3 meses, a Priscila evoluiu bastante! 🙂 – Está falando várias...

E ontem nossa caçulinha completou 2 aninhos!E passou tanta coisa pela minha cabeça:– Os 2 anos da...

– Mamãe, posso conversar com você? – Só um instante. Deixa eu acabar de fazer isso aqui e já podemos...

9 comentários
 
  1. Pingback: Livros que já li sobre educação de filhos | Família Quadrada

  2. Pingback: Como falar para seu filho ouvir | Família Quadrada

  3. Edwiges 5 de junho de 2007 at 23:19 Responder

    MÔ, a partir de que idade já daria para aplicar essas dicas?

    • Mônica Japiassú 26 de junho de 2015 at 09:17 Responder

      Algumas técnicas do livro podem ser aplicadas com crianças de 2 anos, já. 🙂

  4. Cláudia 5 de junho de 2007 at 17:27 Responder

    MoJ, gostei demais da dica do livro!
    Vou procurar para comprar!
    Bjks,
    Cláudia

    *Cadê as fotos da Princesinha?

  5. Si Esposa Chic 2 de junho de 2007 at 18:06 Responder

    Vcs já leram Crianças Índigo? Deveriam… É maravilhoso! Bjs, Si

  6. Elaine Lobato 1 de junho de 2007 at 20:06 Responder

    Mônica fiquei curiosa quero aplicar o método com os meus alunos

  7. Carla Toledo 1 de junho de 2007 at 13:03 Responder

    Oi Mô, saudades, menina!

    O livro parece bem interessante e não conhecia.

    Só faltou você dar mais exemplos, principalmente dos que vc já testou. 🙂

    Beijos pra vc e pra princesa

  8. Dany Burigato 1 de junho de 2007 at 10:48 Responder

    Oi Mô, que bom que apareceu! estou super curiosa pra ler esse livro, não conhecia, vou colocar na lista!
    beijos

Deixe uma resposta