Primeira competição da Letícia

Filhos  /   /  Por Mônica Japiassú

– Mamãe, tô nervosa.

– É normal vc ficar nervosa, afinal é a primeira vez que você compete. Imagina que você está na aula de natação. Vai lá e faz o que você sabe fazer. Só uma dica: não fica olhando pros outros, pra ver se eles estão perto de você. Se concentra só no que você precisa fazer.

Depois que chamaram seu nome no microfone, ela ficou aguardando junto com as outras crianças e, de longe, deu pra perceber o nervosismo em sua respiração.

Ela tinha dito ao vovô que nadaria de pranchinha – mas foi chamada junto com as crianças que iam nadar sem prancha.

E lá foi ela. Se preparou, ouviu o apito, saltou na piscina e nadou direto até o outro lado – coisa que nunca havia feito nas aulas, pois se acostumou a ficar parando algumas vezes pra descansar.

Com seu nado constante, conseguiu ir de quarto para segundo lugar. Uma vitória!

Depois de abraçá-la, dar parabéns, colocar a medalha nela e tirar fotos, perguntei:

– E aí, Lelê, o que você sentiu quando chegou no fim da piscina?

– Senti que eu sou capaz!

Essa é a maior vitória de uma criança, independente de pódio: sentir-se capaz! 🏆

Gostou desta matéria? Leia estas também!

– Está andando com firmeza e, em alguns momentos, anda rapidinho, quase correndo. – Começou a ir para...

– Começou a andar. Mas ainda alterna o engatinhar com o andar. – Come muito bem! E chora quando a...

Mas não foi ontem mesmo que eu senti aquelas dores quase insuportáveis das contrações? É, parece...

Deixe uma resposta