Pra não dizer que não falei dos espinhos

Filhos  /   /  Por Mônica Japiassú

– Você tem visto as fotos da Priscila que a Mônica posta nas redes sociais?

– Tenho sim! Que bebê sorridente, né? Uma gracinha!

– É mesmo! Que sorte a dela ter uma bebê calminha, que dorme bem…

Epa, EPa, EPAAAAAA!!!

Uma coisa é uma coisa; outra coisa é outra coisa!

Durante o dia, a Priscila realmente é bastante sorridente (principalmente depois que mama) e, geralmente (mas nem sempre), calminha.

Mas à noite… os sorrisos viram berros estridentes, que nos acordam no susto, e ainda aumentam quando o papai tenta acalmá-la fazendo carinho, embalando no colo, cantando, dando chupeta, água… etc. etc. etc.

Os berros só cessam quando sua boca encontra o peito da mamãe. E ela mama. E dorme de novo. E suga o peito dormindo. E larga o peito.

E quando a mamãe se inclina pra se levantar e colocá-la pra dormir… os berros começam de novo… e a mamãe não consegue dormir nem 3 horas seguidas.

“Mas por que você não a coloca dormindo na cama com você?”

Porque ela se mexe, geme, choraminga, e eu acabo acordando mais vezes ainda.

“E por que você não coloca o berço dela no seu quarto?”

Porque ela se mexe, geme, choraminga, e eu acabo acordando mais vezes ainda.

“Será que é fome?”

Bem, ela tem feito as refeições durante o dia normalmente e está crescendo e engordando direitinho…

“Ela deve estar sentindo sua falta, já que você voltou a trabalhar há apenas 1 mês…”

É, só me resta me apegar a essa justificativa mesmo e ao fato de já ter passado por isso com a Amanda e a Letícia – e depois de passada essa fase tão difícil, constatar que, ainda assim, TUDO VALE A PENA!

Gostou desta matéria? Leia estas também!

Mas não foi ontem mesmo que eu senti aquelas dores quase insuportáveis das contrações? É, parece...

– Teve seu segundo resfriado. Ficou muito encatarrada e rouquinha. Durou mais de 1 semana. –...

Eu sempre carrego um caderninho na minha bolsa. Às vezes, uso pra fazer anotações enquanto assisto...

Deixe uma resposta