Conversando com a Amanda

Nós babando e elas crescendo  /   /  Por Carlos Marcelo Bianchi

Conversando com a Amanda

A Amanda está muito tagarela, fala pelos cotovelos. Porém, o que a gente não contava era ela se metendo de sola em conversas entre eu e a Moniquinha. 🙂

E não pensem que é coisa bobinha não, quando menos esperamos, após trocarmos meia dúzia de frases, a Amandinha interrompe perguntando “Que foi papai?” para entender melhor a conversa, percebe certinho quando estamos falando dela e entende na maioria das vezes o contexto. O mais gostoso dessa fase é ver como ela enxerga o nosso mundo com tudo que ela aprendeu.
Por exemplo: ontem falamos um para o outro que a lâmpada da sala queimou e ela virou e perguntou “Ela pegou fogo, mamãe?”.

Como tudo que é bom na vida, há as contra-indicações. Nesta história as interrupções da Amandinha têm sido constantes, praticamente impossibilidanto eu e a Moniquinha de conversarmos por mais de 2 minutos algum assunto nosso. E nós respeitamos muito essa necessidade dela e nos esforçamos para dar atenção e puxar assunto e conversas com ela sobre seu dia.

Bom, como um cobertor curto, nós cobrimos um lado e o outro ficou descoberto: e agora?

É muito gostoso ver que nossa filhinha querer participar de todas as nossas conversas e é bom mesmo conversar e sentir como é a percepção dela, assim como é muito irresistível conversar com a Moniquinha. Pensando nisso, ou seja, não abrir mão de nada e curtindo os momentos, tivemos uma idéia que já executamos duas vezes e deu certo.

Resumindamente é usar a Amanda como se fosse intermediária de nossas conversas, isto é, ao invés da Moniquinha contar o seu dia para mim, ela conta para a Amanda e eu fico escutando. Depois, ao invés de responder diretamente, respondo para a Amanda como se tivesse comentando simplesmente e a Moniquinha ouve, aí aproveito e falo algo a meu respeito.

Até agora só vimos vantagens pois nossas conversas ficaram mais contínuas, a Amanda participa e se sente super importante dando suas impressões das situações e nós dois fazemos um ENORME, salutar e divertido exercício mental de criatividade, pois temos que conversar colocando em uma linguagem que a Amanda entenda.

É claro que nem tudo pode ser dito. Alguns assuntos são evitados e deixados para depois, mas representam uma parcela pequena que podem ser compensados depois. Informações importantes que a criança possa falar para qualquer pessoa e comprometa a segurança, por exemplo, são inadequados, assim como outros que por interpretação da criança pode deixarnos em saia bem justa.

Cadastre-se para receber e-mail quando houver posts novos!

Gostou desta matéria? Leia estas também!

Blog renovado! Clique aqui para ir para nosso novo blog! Cadastre-se para...

Blogagem coletiva >> Relato de parto O relato de hoje não é do parto da Amanda (que pode ser visto...

Disney World >> Visto americano – Parte 2 Continuando os posts desta série, hoje farei um resumo do...

5 comentários
 
  1. Mônica Japiassú 30 de agosto de 2007 at 11:05 Responder

    Pessoal, vocês não sabem como os comentários de vocês nos incentivam a contar mais e mais sobre nossa vidinha! 🙂 Ficamos muitos felizes por sabermos que contribuímos em alguma coisa para a vida pessoal de vocês!
    Obrigada!

  2. Vânia 30 de agosto de 2007 at 08:04 Responder

    Ensinar nossas crianças a participar de nossas vidas, incluí-las em nosso dia-a-dia é salutar e difícil, poucos pais tem paciência e idéias, realmente, dá para vocês escreverem um livro ensinando a muito de nós pais novos e antigos.

    Tia Vânia

  3. Bianca 29 de agosto de 2007 at 08:52 Responder

    Sensacional a idéia de vcs! Já pensaram em escrever um livro com todas essas dicas? Acho que seria um sucesso! Parabéns aos dois!
    Marcelo, conta como a Amanda encarou os dias em que a Mônica teve que ficar fora, à trabalho…
    bjs pra vcs

  4. Shamira 29 de agosto de 2007 at 04:19 Responder

    Quando penso que está tudo dito e feito, aparece sempre uma surpresa. Convosco a vida não é uma rotina e a educação da vossa filha está a ser uma das melhores que já vi.

    Parabéns

    bjs

  5. Lúcia 29 de agosto de 2007 at 00:08 Responder

    Marcelo, vocês não imaginam como estão contribuindo com a evolução da Amandinha agindo dessa forma! A cada dia que passo fico mais tranquila com a educação que vocês têm dado para ela! PARABÉNS a vocês dois!
    AMO VOCÊS!

Deixe uma resposta