A fase das perguntas

Nós babando e elas crescendo  /   /  Por Carlos Marcelo Bianchi

A fase das perguntas

Como a Moniquinha já adiantou no post abaixo, a Amanda esta semana iniciou sua fase de perguntar sobre como funciona o mundo. Eu estava ansiosíssimo porque eu adoro explicar as coisas, ainda mais para crianças!

Isto porque a criança não tem vergonha de falar que não entendeu, não tem limites para perguntar e te força a saber e aprender também. Acho um barato ver crianças perguntando coisas que nós usamos ou vemos acontecer no dia a dia e nunca usamos nosso conhecimento para tentar entender aquilo. A criança quando pergunta ganha, mas tenho a impressão que nós ganhamos ainda mais! 🙂

Acreditamos que não precisamos explicar tudo, nos mínimos detalhes, eles são só para especialistas. Eu não sou especialista em MUITAS coisas e muito menos ela, então adoro essa falta de compromisso em dizer os detalhes. Estando leves dizemos apenas o essencial para compreensão, o importante é estar correto, não dando margem para erros.

Ela só quer uma explicação de como funciona, causa e efeito. Se for longa, ela vai dispersar o pensamento, vai esquecer depois e talvez ficar frustrada pq não entende como o mundo funciona.

Lemos em um livro (recomendado: Como falar para seus filhos ouvirem e como ouvir para seus filhos falarem) que mais do que explicar, devemos ajudar a criança a buscar primeiro, em seus próprios conhecimentos, ainda que fantasiosos, a resposta. Foi o que fizemos com relação a história contada abaixo, apenas demos um direcionamento para onde ela iria encontrar a resposta correta.

E não tem coisa mais gostosa do que ver nossos filhos pedindo ajuda a gente mas tendo pensamentos próprios, conclusões próprias! A sensação de ver a felicidade deles com essa vitória é muito gostosa!

Um exemplo: se a Amanda um dia me perguntar como funciona o controle remoto da TV, vou dizer que sai um raio invisível do controle que diz para TV qual é sua tarefa e a TV, que é obediente, faz! 🙂

Tentar explicar os fenômenos eletromagnéticos dos raios infra-vermelho, sua modulação de acordo com o comando desejado e depois a transformação dessa energia eletromagnética em energia elétrica é perda de tempo antes dos 10 anos (a menos que perto desta idade ela manifeste interesse em saber a verdade).

Cadastre-se para receber e-mail quando houver posts novos!

Gostou desta matéria? Leia estas também!

Blog renovado! Clique aqui para ir para nosso novo blog! Cadastre-se para...

Blogagem coletiva >> Relato de parto O relato de hoje não é do parto da Amanda (que pode ser visto...

Disney World >> Visto americano – Parte 2 Continuando os posts desta série, hoje farei um resumo do...

4 comentários
 
  1. Dani e afilhadas 10 de janeiro de 2009 at 14:51 Responder

    Passamos correndo pra contar que temos uma pequena grande notícia no nosso blog.
    Beijos
    Dani e afilhadas

  2. Cicero 9 de janeiro de 2009 at 13:40 Responder

    Olá,

    Apenas uma sugestão de post: o que vcs acham de fazer uma listinha dos principais livros que vcs leram, e no que ele ajudram de alguma forma na dificil tarefa de educar uma criança. Poxa, isso iria ajudar muito os futuros papais…
    Bjs e []

  3. Tia dinda Paty 9 de janeiro de 2009 at 12:03 Responder

    E hj? Ela acordou perguntando?

  4. Wanessa 9 de janeiro de 2009 at 11:43 Responder

    Olá!
    Que Deus continue abençoando vc´s cada dia mais!
    Acompanho ja a anos.. e tenho de dizer que admiro vc´s! saude!

Deixe uma resposta