O sonho da Amanda

Toda semana damos uma moeda de 1 real para a Amanda guardar em seu cofrinho.

Às vezes ela gasta algum dinheiro do cofrinho, como por exemplo quando pede pra comprar um algodão doce na porta da escola e eu digo que ela terá que gastar do seu dinheiro. Mas ela tem poupado mais do que gastado.

Há pouco tempo, compramos o audiolivro “O menino do dinheiro”, e a Amanda adorou ouvi-lo no carro, nas idas e voltas da escola e nos passeios de fim de semana. Depois disso, já deu algumas demonstrações de que entendeu direitinho a mensagem do livro, falando mais sobre guardar seu dinheirinho em vez de gastar com qualquer coisa.

Outro dia nós dois sentamos com a Amanda e contamos quanto dinheiro ela já conseguiu guardar. Depois perguntamos qual é o sonho dela, como ela vai querer gastar seu dinheiro. Ela respondeu na hora que quer comprar ou a escavadeira do Herbert ou a máquina do Gary (ambos brinquedos do Club Penguin, que ela viu em uma loja). Disse que vai pedir um dos dois de presente de aniversário, mas queria comprar o outro antes disso, já que seu aniversário ainda vai demorar muito pra chegar.

Então, a estimulamos a fazer as contas de quanto dinheiro falta para ela conseguir comprar um dos dois brinquedos (ela já sabia o valor dele) e pegamos um calendário. Fomos mostrando a ela quanto dinheiro ela terá a cada semana, até chegarmos ao total que ela precisa, o que acontecerá no dia 10 de novembro.

Como ainda é uma data bem longe, falamos que ela poderia usar a cachola pra tentar conseguir o dinheiro antes disso. Ela já pensou em uma forma: ajudar a vovó Lulu a encher os bonequinhos de pano que ela faz, em troca de umas moedinhas. Heheheheh!

Depois desse dia, o moço que vende algodão doce apareceu novamente em frente à escola. Ela me pediu para comprar, e eu disse que ela teria que usar seu dinheiro e a lembrei de seu sonho, dizendo que iria demorar mais 2 semanas para ela conseguir comprá-lo. Ela pensou um pouquinho e desistiu de comprar o doce.

Pode parecer crueldade negar um algodão doce para uma criança, mas penso que, dessa forma, estou ensinando minha filha a ter uma boa educação financeira e que esses ensinamentos trarão muitos benefícios no futuro. 🙂

No próximo post sobre este assunto, publicarei mais uma etapa recompensadora desses ensinamentos!

Gostou desta matéria? Leia estas também!

Nesse últimos 3 meses, a Priscila evoluiu bastante! 🙂 – Está falando várias...

E ontem nossa caçulinha completou 2 aninhos!E passou tanta coisa pela minha cabeça:– Os 2 anos da...

– Mamãe, posso conversar com você? – Só um instante. Deixa eu acabar de fazer isso aqui e já podemos...

11 comentários
 
  1. Michele 16 de maio de 2011 at 11:24 Responder

    Crueldade maior seria vc deixar passar uma oportunidade destas de ensinar sua filha valores muito maiores do que uma vontade momentanea. Quem dera eu tivesse tido uma Monica em minha vida antes!!! Pq agora eu tenho!!! heheheh
    Bjos

  2. Bianca 16 de maio de 2011 at 09:52 Responder

    Moniquinha, vc é minha ídola! 🙂
    Sensacional a forma que encontraram de educar financeiramente a Amanda! Dou o maior incentivo a continuarem pedindo que ela faça essas “escolhas”. Tome conta dos seus pais pra eles não caírem em tentação e contrabandearem um algodão doce de vez em quando! hahaha
    bjos

  3. lilian 9 de maio de 2011 at 08:55 Responder

    nossa vc em toda a razão! na é cueldade é ensinamento! mas enfim…acho que nao sou tão evoluida como vc! hehehe acho que nao aguentaria e compraria! esse negocio de filho unico é brabo…

  4. rosana bianchi 6 de maio de 2011 at 19:34 Responder

    eu tb faço a mesma coisa com a manu. e ela não fica traumatizada não!rs bjs rosana

  5. rosana bianchi 6 de maio de 2011 at 19:34 Responder

    eu tb faço a mesma coisa com a manu. e ela não fica traumatizada não!rs bjs rosana

  6. Mirys 6 de maio de 2011 at 14:12 Responder

    Que barato, os avós participando do blog!!! Demais!!!

    Parabéns a todos por serem essa família tão unida! E Mô, deve ter doído mais em VOCÊ negar o tal doce… não foi não?

    Bjos e bençãos.
    Mirys
    http://www.diariodos3mosqueteiros.blogspot.com

  7. Mônica Japiassú 6 de maio de 2011 at 09:27 Responder

    Hahahahah! Eu SABIA que os avós iam protestar por causa do algodão doce!

    Pai, desde que começamos a dar moedinhas pra Amanda, falávamos para ela gastá-lo com balas, doces, pipocas e coisas baratinhas assim, justamente pra ela não ter que gastar o dinheiro todo de uma vez. Assim, ela pode comprar o que a agrada e ainda sobra dinheiro no cofrinho dela.

    Mãe, não se preocupe, pois não causou trauma algum nela o fato de não comprar o algodão doce, até porque nas 2 semanas anteriores ela já tinha comido. Eu deixei que ela comprasse, se quisesse. Apenas a lembrei que ela demoraria mais 2 semanas pra conseguir juntar o dinheiro necessário para o sonho dela.

    Ela continuou brincando, depois veio e falou que tinha desistido de comprar o doce. E voltou a brincar. Simples assim. 🙂

    Só não vale vocês ficarem com peninha e darem um monte de dinheiro pra ela, pra que ela possa comprar HOJE o sonho dela, tá? 😉

  8. lucia japiassú 5 de maio de 2011 at 19:49 Responder

    Concordo plenamente que vocês ensinem a Amanda a poupar, mas um algodãozinho doce, tadinha…ela ainda é uma criancinha. Será que isso não vai marcar como uma coisa ruim prá ela?
    O tempo passa tão rápido! Daqui a algum tempo um algodão doce não vai ter o mesmo valor prá ela e ela terá deixado de curtir um pouco essa fase gostosa de ser criancinha.
    Não estou falando isso por seu uma “vovó coruja”, é que me doeu um pouco imaginar o que ela deve ter sentido.
    beijinhos doces com gosto de algodão doce 🙂

  9. José (pai da Mônica) 5 de maio de 2011 at 18:05 Responder

    Poxa, Mônica, algodão doce não é para pagar com o dinheiro da Amanda!

  10. Leozinho 5 de maio de 2011 at 18:04 Responder

    Essa é a futura tia Patinhas…

Deixe uma resposta