More than words

Nós babando e elas crescendo  /   /  Por Mônica Japiassú

More than words

Uma das coisas mais gostosas das últimas semanas tem sido ouvir a vozinha linda da Amandinha. E como ela é tagarela! Hehehehehe! E canta pra caramba também!

O que mais queríamos agora era entender o que ela tanto fala. É uma linguagem peculiar, cheia de enrolações de língua e repetições de sílabas.

Eu só sei de uma coisa: as bonecas e brinquedinhos da Amanda entendem tudinho! 🙂

É muito bonitinho, gente! Só ouvindo mesmo pra saber. Eu não vou prometer que vou colocar o som da voz dela aqui porque já prometi várias vezes mostrar filminhos e nunca cumpri. Então, é melhor não prometer, e algum dia fazer uma surpresa! Heheheheh!

Ela já falou papai muitas vezes e mamã algumas, mas ainda não fez isso para nos chamar. Ela simplesmente fala as palavras de repente, sem um propósito. Mas mesmo assim, é uma delícia ouvir essas palavrinhas saindo da boquinha dela!

O que ela faz bastante é “brrrrrr” com a boca. O som não é exatamente esse, mas acho que vocês sabem o que quero dizer, né? 🙂

Uma palavra que volta e meia ela fala é “buí”. Sabe-se lá o que quer dizer, mas é lindo! Hehehehehe!!

E a sílaba campeã é “có”, por causa do DVD do Cocoricó, que ela tanto adora. Vive falando “có” pra lá e pra cá!

Agora deixa eu falar das gracinhas que ela tem feito. Preparem-se, porque são muitas! 🙂

  • Quando a gente pergunta “Quem é a lindona da mamãe?” (ou do papai, da vovó etc), ela levanta os braços.
  • Ela sempre adorou ventilador de teto. Fica fascinada olhando pra ele, principalmente quando está girando. Sempre que ela está olhando, nós falamos que aquilo é um ventilador, e ficamos girando o braço pra cima. Agora, em qualquer lugar que a gente esteja, se a gente pergunta “Cadê o ventilador?”, ela levanta a cabeça e olha pra cima. E às vezes, mesmo sem a gente perguntar, ela olha pro ventilador e fica girando o braço.
  • Nós temos uma bandeirinha do Brasil de papel, que fica em cima da estante da sala. Já tem alguns meses que ela adora brincar com a bandeira, balançando-a freneticamente. E sempre que ela balança, nós falamos “Brasil! Brasil!”. Às vezes, quando ela está no nosso colo, ela olha pra bandeira e fica jogando o corpo pra cima, até a gente pegar a bandeira e dar pra ela. E agora, quando a gente fala “Brasil!”, ela pára o que estiver fazendo e olha pra bandeira, no alto da estante.
  • Quando ela está segurando alguma boneca e cantamos “Nana neném, que a mamãe já vem…”, ela abraça a boneca e fica balançando pros lados.
  • Quando damos alguma revista ou livro na mão dela, ela fica virando as páginas e apontando para os desenhos. O impressionante é que ela já delimita os objetos. Por exemplo, quando a gente mostra a capa de uma revista lá que tem o desenho de várias capas pequenas de outras revistas, ela fica apontando pra cada uma, uma de cada vez. E é mais bonitinho ainda quando, além de apontar, ela fica falando as palavrinhas enroladas dela. 🙂
  • Essa ela já faz há uns 2 meses: quando ela não quer alguma coisa, balança a cabeça dizendo que não. Mas agora a gente está percebendo que ela tem feito isso com mais freqüência e certeza do que antes. Agora ela só faz isso quando não quer mesmo alguma coisa, principalmente quando não quer mais comer. E quando damos algum objeto ou brinquedo que ela não quer naquele momento, ela empurra a nossa mão. É muito lindo ver que ela já sabe direitinho o que quer e o que não quer! 🙂
  • Essa ela começou a fazer na semana passada: depois de beber água, às vezes ela faz “aahhhh”, soltando ar pela boca. Uma gracinha!! 🙂 E às vezes ela faz isso mesmo sem beber água, várias vezes seguidas! Hahahahah!
  • E, pra finalizar a parte mais babada deste post, uma gracinha que ela começou a fazer no sábado passado. Nosso papel de parede do computador está sempre com alguma foto da Amanda, claro! 🙂 A atual é a dela vestida de bruxinha. Quando ligamos o computador no sábado e ela viu a foto dela, danou a balançar os braços, rir, e depois ficou batendo com as mãos no próprio peito. Acreditando que tinha sido só coincidência, deixamos passar um tempo e depois mostramos a foto pra ela de novo. Ela olhou, sorriu e bateu no próprio peito de novo! E agora, sempre que a gente mostra a foto e pergunta quem é aquela, ela faz a mesma coisa. Linda demais! 😀

    Várias dessas gracinhas acima foram ensinadas pela minha mãe, outras por mim e pelo Celinho, e algumas partiram da própria Amanda, sem ninguém ensinar. E vendo a Amandinha fazer tantas coisas bonitinhas, demonstrando que é uma menininha muito inteligente, que aprende rapidamente o que ensinamos pra ela, dá menos vontade de colocá-la logo numa creche, pois ela está se desenvolvendo muito bem ficando com a minha mãe!

    Cadastre-se para receber e-mail quando houver posts novos!

  • Gostou desta matéria? Leia estas também!

    Blog renovado! Clique aqui para ir para nosso novo blog! Cadastre-se para...

    Blogagem coletiva >> Relato de parto O relato de hoje não é do parto da Amanda (que pode ser visto...

    Disney World >> Visto americano – Parte 2 Continuando os posts desta série, hoje farei um resumo do...

    17 comentários
     
    1. maiara 3 de janeiro de 2006 at 16:15 Responder

      adorei muuito vocês são uns babões maravilhosos aproveitem enquanto a pequena esta deste tamanho por quando crescem se soltam e esquecem de mais adorei as fotos e todod o resto caprichem cada vez mais e assim darão bem cada vez mais.

      parabéns pela linda filha

      aproveitem

      beijocas para a familia maiara

    2. Adria (madrinha junto com o Leo) 13 de novembro de 2005 at 22:36 Responder

      Moniquinha, vc é mesmo uma babona e tb não é pra menos! heheeh
      Até eu sou babona! Falo pra todo mundo da Amandinha e de como ela é linda e inteligente!

      Agora, só uma opinião minha… Eu acho que crianças precisam conviver com outras crianças… É claro que o acompanhamento dos pais e dos avós é fundamental para o bom desenvolvimento, mas o convivio com outras crianças da mesma faixa etária só vai fazer bem… (Mas não se esqueça que essa é só a opinião de quem ainda não tem filhos!) hehehehe

      Bjos
      Amo vcs ;*

    3. Neuraci 12 de novembro de 2005 at 23:14 Responder

      Oi Mônica!
      A Amandinha ficou fofa demais de bruxinha!
      Sabe, quanto tive que voltar a trabalhar coloquei o Marcos Vinícius na CRECHE, minha mãe tem 74 anos e minha sogra trabalha, entre deixar com uma babá em casa e CRECHE…
      De uma maneira geral as pessoas não gostam da palavra creche, mas… por pura experiência posso afirmar que não é tão ruim assim, claro, se for uma boa creche.
      Marcos Vinícius está no CEL e não tenho nada a reclamar, muito pelo contrário, o desenvolvimento dele é espetacular, come de tudo, engatinha rápido, se levanta e abaixa desde os 6 meses e já fica em pé sozinho por uns 15 segundos. Sem contar que se socializam e ficam independentes mais rápidos.
      O único problema são as doenças por terem mais contato com outras crianças, mas isso é relativo, não podemos colocá-los dentro de uma bolha, têm que ter contato com o mundo e vejo que doenças fazem parte da vida de qualquer bebê independente de creche, digo isso porque os filhos (as) das amigas minhas que não são de creche têm os mesmos probleminhas que ele.
      No geral meu filho é super saudável e esperto para a idade dele, mesmo quando fica doente não perde peso e cresce normal. A Dra Glória o elogia demais!
      Amanhã estará completando 8 meses, pesou e cresceu na consulta passada, (mês de outubro) 8.5 kg e 70cm (isso porque teve uma sinusite que o deixou caidinho…). Vai para uma nova consulta dia 17/11, acredito estar com uns 9 a 9,5 kg.
      Claro que se você tem sua mãe, nada mais natural e despreocupante do que deixar com ela! Afinal, avó é uma segunda mãe, cuidará de uma forma prazerosa sem contar no AMOR que dão aos nossos filhos. A minha diz que se ela tivesse saúde não deixaria ele ficar na creche. Mas… Deus está sempre no comando de tudo.
      Abraços!

    4. Cláudia 10 de novembro de 2005 at 16:51 Responder

      MoJ, mais do que nunca você fez jus ao nome “Dois babões e um bebê”…hahahaha.
      Adorei o post e não vejo a hora dessa fase boa chegar pra mim…rs.
      Quer dizer que ela já está associando as coisas é?
      Que linda gente!!!
      Outra coisa muito legal é ela sacudir os bracinhos com a bandeira do Brasil. Ano que vem tem copa, e com certeza a Amandinha torcerá frenéticamente quando vir a Bandeira do Brasil na televisão :D!
      Continue nos contando todos esses detalhes lindos do crescimento da sua princesa, tá?!
      Bjks,
      Cláudia

    5. Lilian 10 de novembro de 2005 at 15:11 Responder

      mas que post babão hein???!! é vovô, vovó, mamae,…todo mundo babando….ai que beleza te rum baby na familia!

    6. Mônica Japiassú 10 de novembro de 2005 at 14:15 Responder

      Hahahahahah! É mesmo, pai, esqueci dessas! Depois faço um post contando só sobre as coisas que vc ensina a ela, tá? 😉

    7. Paula Machado 10 de novembro de 2005 at 13:20 Responder

      MoJ,
      Amei o seu post. Tem q babar mesmo pq essa Amandinha é muito esperta e linda! Parabéns pela sua filhotinha. Adorei as gracinhas q ela anda fazendo. Bjks

    8. Monica 10 de novembro de 2005 at 13:01 Responder

      Q lindinha!! E obrigada por responder meu comment!!
      Ai, to babando, fiquei até com vontade de ter um baby!:-D
      Agora, o papai q ta sumido! Ou será q as mulheres é q falam mto?? Hehehe! Acho q não…
      Bjos pra vcs e UMA MORDIDA NA BOCHECHA da Amanda!!!

    9. MoM 10 de novembro de 2005 at 11:43 Responder

      Que menina mais fofa e esperta! Adorei a do ventilador, rs!

    10. José (pai da Mônica/avô da Amanda) 10 de novembro de 2005 at 09:52 Responder

      Poxa, Mônica, você não falou sobre nenhuma das gracinhas que ensinei pra Amanda, como por exemplo, cantarolar a 1ª estrofe do Hino Nacional e gritar “GOL” quando a gente fala “Flumineeense!”!

    11. paula scavone 10 de novembro de 2005 at 08:15 Responder

      oi Mom, puxa, cada coisa linda q vc escreveu!!! que orgulho né???
      a Amanda é muito inteligente e linda mesmo! e ela de bruxinha? q coisa mais fofa!!
      parabéns
      bjs

    12. Rosana & Bellinha 10 de novembro de 2005 at 04:40 Responder

      Monica nem fale nessa palavra por enquanto..CRECHE
      a vovó Lulu é apaixonada pela Amandinha E não precisamos fazer esforço nenhum pra ver o qto ela é bem cuidada . e essas habilidades todas sem comentários uma fofa.
      ps: vovó Lulu comentou que mesmo com o gesso a danadinha tá aprontando todas… graças a Deus , acho que nós ficamos mais incomodados com o gesso do que ela ,é como o medico te disse as crianças acostumam -se muito bem e no final das contas tudo se resolve…estamos anciosas para o dia do post em que vc nos contará que tudo isso já passou.

      Beijos

    13. Paty madrinha preferida 10 de novembro de 2005 at 01:53 Responder

      É ela ta crescendo…
      Longe d mim…. =(
      Põe na creche não… deixa ela aki comigo agora q to em greve…. vai, deixaaaa….

    14. Vívian 9 de novembro de 2005 at 19:35 Responder

      Oi, vi o caso da sua filhinha e olha………vai dar tudo certo, a irmã da minha cunhada teve a Maria Eduarda que tratou deste mesmo problema, fez até 02 cirurgias, e hoje tá normalzinha, nem aparece a cicatriz, e ficou com o gesso igual a sua filhinha, depois ele teve um menino, e tem agora uma outra menina de uns 8 meses eu acho que tem o mesmo problema, e semana que vem ela coloca este gessinho, não esquenta naum e nem se preocupe, porque Graças a Deus esse é um probleminha fácil de resolver…..imagine se ela fosse maior , mocinha……..por enquanto ela não entende, acho que é melhor……não é mesmo…

      Boa sorte e sua filha é linda….

      Achei seu Blog procurante idéias de Chá de bebê….

      Vivian

    15. Lúcia Japiassú 9 de novembro de 2005 at 18:04 Responder

      Mônica, você esqueceu de contar que ela “dança”, jogando o corpinho para os lados, que ela “dedilha” no violão e “canta” e que ela “pede” para a gente cantar a musiquinha “Palminhas, palminhas, nós vamos bater…”.
      Ela “pede” batendo palminhas e olhando prá gente. Quando a gente canta, ela fica “dançando”.
      A parte que mais gostei do post foi a que você disse que dá menos vontade de colocar ela na creche! :)))))))))
      Vovó coruja “ataca mais uma vez” :))))

    16. Lúcia Japiassú 9 de novembro de 2005 at 18:02 Responder

      Mônica, você esqueceu de contar que ela “dança”, jogando o corpinho para os lados, que ela “dedilha” no violão e “canta” e que ela “pede” para a gente cantar a musiquinha “Palminhas, palminhas, nós vamos bater…”.
      Ela “pede” batendo palminhas e olhando prá gente. Quando a gente canta, ela fica “dançando”.
      A parte que mais gostei do post foi a que você disse que dá menos vontade de colocar ela na creche! :)))))))))
      Vovó coruja “ataca mais uma vez” :))))

    17. Dani Maninha 9 de novembro de 2005 at 17:22 Responder

      Ah Maninha, procure manter os escritos com as gracinhas da Amanda. Você sabia que eu tenho um caderno que minha mãe fez chamado “As gracinhas da Daniele”? É fofo demais, tem a data, a minha idade e minha mãe narrando as coisas. E você acredita que semana passada estava comentando sobre ele aqui no trabalho e todo mundo se empolgou. Aí não resisti, fui na minha mãe e trouxe ele aqui pras meninas verem. Elas se amarraram! Riram muuuuuuuuutio! VocÊ precisa ver….

    Deixe uma resposta