Educação financeira na escola

Dinheiro, Filhos  /   /  Por Mônica Japiassú

A Amanda está tendo aulas de educação financeira este ano (3º do Fundamental). A escola inclui o assunto na grade curricular em algumas aulas de matemática, mas com um livro específico de educação financeira, desta coleção da Cássia D’Aquino:

Coleção Educação Financeira, de Cássia D'Aquino

 

Gostamos bastante do conteúdo apresentado no livro. Explica como surgiu o dinheiro, as diferenças entre querer e precisar, a importância de se fazer um planejamento para alcançar objetivos etc.

Uma semana antes das provas deste trimestre, a Amanda trouxe um dever de casa desse livro, que achamos muito interessante. Vejam:

O objetivo de curto prazo da Amanda: tirar notas boas nas provas

O objetivo de curto prazo da Amanda: tirar notas boas nas provas

Parece que ela conseguiu atingir seu objetivo com sucesso! Voltou de todas as provas dizendo que foi bem e já trouxe duas notas 10 e uma nota 9 para casa. 🙂

Outra forma de a escola promover a educação financeira foi pedir este mês o livro paradidático “Guia do consumidor mirim”, de Maria Helena Esteban:

Guia do consumidor mirim

Guia do consumidor mirim

O livro é ótimo! De forma lúdica, contando a história de um grupo de crianças que resolve fazer uma festa e se divide para organizar os preparativos, a autora ensina as crianças a pesquisar preços, tomar cuidado com os prazos de validade dos alimentos, defender seus diretos como consumidoras, dentre outros conceitos.

No final do livro, há um guia com um resumo dos ótimos ensinamentos que o livro traz, além de outras dicas que servem tanto para as crianças quanto para os adultos.

Recomendamos!

Gostou desta matéria? Leia estas também!

– Gosta de andar bastante. Já corre, meio desequilibrada. – Adora quando a gente conta de 1 até 10...

– Está andando com firmeza e, em alguns momentos, anda rapidinho, quase correndo. – Começou a ir para...

– Começou a andar. Mas ainda alterna o engatinhar com o andar. – Come muito bem! E chora quando a...

4 comentários
 
  1. Renato Vilasboas dos Santos 31 de julho de 2013 at 21:03 Responder

    Na escola da minha filha são utilizados os livros do DSOP mas tenho percebido que a aula de educação financeira parece subestimar um pouco o nível de compreensão da criança, acredito que precisamos focar em ensinar as crianças a investir e o valor que isto tem.

    • Mônica Japiassú 31 de julho de 2013 at 22:14 Responder

      Olá, Renato! Bem, por enquanto, estou achando o livro utilizado na escola da Amanda adequado para a idade dela (8 anos). Qual é a idade da sua filha? Talvez não estejam utilizando o nível certo do livro DSOP para a idade dela, não?

  2. Lúcia Japiassú 4 de julho de 2013 at 09:57 Responder

    Acho ótimo a Escola se preocupar com a educação financeira, principalmente a parte “querer e precisar”. E a Amanda está absorvendo muito bem tudo o que está aprendendo! Parabéns à Escola!

  3. José (pai da Mônica) 4 de julho de 2013 at 00:12 Responder

    Beleza!

Deixe uma resposta