Comparações e constatações

Nós babando e elas crescendo  /   /  Por Mônica Japiassú

Comparações e constatações

Sabemos que cada bebê tem seu tempo para começar a fazer certas coisas e que é perfeitamente normal uns começarem mais cedo que outros.

Porém, é inevitável comparar o desenvolvimento da Letícia com o da Amanda. Não para ver se uma é (ou era) mais adiantada que a outra, mas para relembrar e saber se a Letícia já tem maturidade suficiente para certas coisas, como sentar, engatinhar, ficar em pé…

Por exemplo, a Amanda aprendeu a sentar com 4 meses, a engatinhar com 5 e ficou em pé com pouquinho menos de 6 meses.

Já a Letícia conseguiu sentar aos 5 meses e ainda não engatinha nem fica em pé, aos 7 meses. Ela já sabe fazer flexão, como vocês podem ver abaixo (heheheh!), fica de quatro e se move pelo chão, mas ainda não engatinha de fato.





E daí vêm as constatações: há pouco tempo eu e Celinho estávamos conversando sobre a persistência da Amanda. Sempre que ela quer alguma coisa, tenta, tenta, até conseguir. E outro dia, relendo posts antigos aqui do blog, li o do dia 08/07/2005, em que eu falava justamente que a Amanda já demonstrava sua persistência.

E a Letícia, já percebemos que não tem essa persistência toda. Quando está no chão e quer pegar algum brinquedinho, ela tenta um pouquinho, e quando vê que não está conseguindo, reclama logo. Às vezes começar a chorar, e só para quando alguém vai lá e dá o brinquedinho pra ela.

A gente sempre tenta estimulá-la a pegar o brinquedo, ficando perto, batendo com o brinquedo no chão, batendo palmas etc. Ela até se anima quando fazemos isso tudo, mas quando não consegue, começa a reclamar novamente.

No entanto, quando algo a interessa MUITO (leia-se “quando ela quer algo que NÃO PODE“), ela corre atrás, como vocês podem ver nas fotos abaixo.





Terminando na linha das comparações, a Letícia tem comido melhor que a Amanda, quando tinha a mesma idade. Graças a Deus, ela é boa de boca! E com isso, continua com aquelas pernocas gostosas! 🙂

Cadastre-se para receber e-mail quando houver posts novos!

Gostou desta matéria? Leia estas também!

Blog renovado! Clique aqui para ir para nosso novo blog! Cadastre-se para...

Blogagem coletiva >> Relato de parto O relato de hoje não é do parto da Amanda (que pode ser visto...

Disney World >> Visto americano – Parte 2 Continuando os posts desta série, hoje farei um resumo do...

8 comentários
 
  1. lilian 17 de novembro de 2009 at 21:03 Responder

    fica esperta! vou sortear um kit bem legal da pampers lá no blog! a promocao entra no fim de semana!!!!!
    nao sei pq alguem da pampers cismou com meu blog e me pediu para fazer apromoçao…vamos ver no que dá 😉
    http://www.lilanit.blogger.com.br

  2. Marsella 16 de novembro de 2009 at 22:38 Responder

    Olá Monica, realmente é inevitável as comparações e constatações. No meu caso é o oposto. O renato sentou com 5 meses, engatinhou com 9 meses e andou com 1 ano e 1 mês. O Matheus tb sentou com 5 meses, mas com 6 se arrastava pela casa, com 7 angatinhava a casa toda e no final do 9º mês começou a andar. Ele fez tudo mais rápido q o renato. É impressionante o ciúme q ele tem do irmão, a necssidade de querer as mesma coisas, só q ele acabou de completar 1 ano. Uma loucura, né? Tentamos criar do mesmo jeito mas é algo impossível pois são personalidades diferentes. beijos nas fofas

  3. Tia dinda Paty 15 de novembro de 2009 at 22:52 Responder

    Ti lindinha… eu to com saudades dela…

  4. Suraya 15 de novembro de 2009 at 19:05 Responder

    Adorei a Letícia fazendo flexão. Muito foooofa!!!! Bjs, Su.

  5. JEANINE JAPIASSU 15 de novembro de 2009 at 14:49 Responder

    Talvez esta preguicinha de Letícia precise, desde já, ser combatida… HAHAHAHAHA

  6. JEANINE JAPIASSU 15 de novembro de 2009 at 14:44 Responder

    Oi pais

    As garotas estão cada dia mais fofas e mais lindas.
    Gente sou professora de Matemática, dou aulas particulares há uns 13 anos – aulas que tinham também por objetivo, uma pesquisa em ensino-aprendizagem em Matemática. A partir daí, tenho uma forte crença, não sei se verdadeira ou falsa, que é a seguinte: toda essa movimentação motora fina, ou não, tem relação direta com o desenvolvimnto do raciocínio lógico da criança. Exemplificando: a criança vislumbra um objeto distante dela e vai tentar alcançá-lo – daí, em alguns instantes toma um caminho e se depara com uma “pedra’ no meio do caminho então, ela para, senta, observa (como se estivesse fazendo uma análise) e cria estratégias para achar tal objeto, até que o encontra.
    Para mim, etapas deveras importante para desenvolvimento do seu raciocínio lógico e já da sua aprendizagem da matemática. Daí, quando vejo alguém quebrar este ciclo, me dá “uma dor na alma”. O objetivo de comentar esta hipótese é o de reforçar algo, que percebí que vocês já fazem naturalmente – deixar que Leticia vá à luta para a conquista dos seus objetivos, dos seus já, sonhos…
    Beijos para a família, ao quadrado, da prima, Jeanine

  7. Lúcia Japiassú 15 de novembro de 2009 at 14:30 Responder

    É que a Letícia é a favor da “lei do menor esforço”….AHAHAHAHAHAHAHAHAHAH

    Beijinhos

  8. Cicero 15 de novembro de 2009 at 12:53 Responder

    To meio sem tempo, por isso vai só um comentário rápido: muito linda!!!!!
    E esportista tb 😉
    Bjs e []s

Deixe uma resposta