Alegrando o lanche da Amanda

Nós babando e elas crescendo  /   /  Por Mônica Japiassú

Alegrando o lanche da Amanda

Quem é mãe e trabalha o dia inteiro, deixando seus filhos em período integral na escola ou em tempo parcial com uma babá, deve sentir uma certa culpa por não passar mais tempo com seus pimpolhos – ou, ao menos, vontade de participar mais da vida deles.

Depois de uma das conversas que eu e Celo temos de vez em quando sobre isso, colocamos a criatividade para funcionar e pensamos em nos aproximar mais da Amanda de forma sentimental: passamos a colocar bilhetinhos na lancheira que ela leva para a escola de vez em quando.

Ela adorou a ideia e, quando passava uma semana sem ver um bilhetinho novo, ela vinha nos cobrar.

Recentemente, ela nos sugeriu que colocássemos um bilhetinho na lancheira toda segunda-feira. Adorei ela ter parado para pensar numa forma de não mais esquecermos. Como estamos sempre dizendo para ela, ela usou bem a cachola. 🙂

Vejam um exemplo de bilhetinho que costumamos deixar para ela:


E este foi o do dia 1º de abril:


Segundo a Amanda, ela percebeu que era mentira antes de virar o papel. É, estamos mal, não conseguimos enganar nem uma criança de 6 anos!!

Cadastre-se para receber e-mail quando houver posts novos!

Gostou desta matéria? Leia estas também!

Blog renovado! Clique aqui para ir para nosso novo blog! Cadastre-se para...

Blogagem coletiva >> Relato de parto O relato de hoje não é do parto da Amanda (que pode ser visto...

Disney World >> Visto americano – Parte 2 Continuando os posts desta série, hoje farei um resumo do...

6 comentários
 
  1. José (pai da Mônica) 7 de abril de 2011 at 13:30 Responder

    Que ótima ideia vocês tiveram!
    Acho que, de vez em quando, vocês devem colocar um bilhetinho também em outro dia da semana, variando o dia de uma semana para a outra, para não deixar de ser uma surpresa.
    Acho ainda que vocês podem colocar bilhetinhos para a Letícia, pedindo que as “tias” leiam para ela.
    Beijos!

  2. lilian 6 de abril de 2011 at 19:29 Responder

    espertinha ela hein!

  3. Lúcia Japiassú 6 de abril de 2011 at 18:17 Responder

    Mônica e Marcelo, acho que vocês educam a Amanda e a Letícia de um modo tão perfeito, demonstrando a todo momento que as amam, que acho que elas nunca irão se sentir “filhas de mãe que trabalha fora”.
    O carinho e o amor que vocês dedicam às duas vão ser os responsáveis por duas adultas centradas e responsáveis .
    Parabéns aos dois, continuem assim.
    Beijinos para os 4.

  4. Drika 6 de abril de 2011 at 12:22 Responder

    Filho de peixe peixinho é… Como é lindo ver suas filhotas tão desenvolvidas e tão carinhosas.
    Este amor de família é perfeito.

  5. Carla 6 de abril de 2011 at 11:24 Responder

    Que máximo, adorei a idéia e a Amanda é espera demais, essa menina!

    Assim que a Flor começar a ler vou copiar sua idéia!

    Estes dias a Flor estava me pedindo um celular pela enésima vez. Dessa, o argumento é que sente muito a minha falta e precisa de um celular pra ligar pra mim. Falei que ela podia ligar de casa. Aí ela falou que sente minha falta na escola e podia ligar no recreio, aí falei que era pra ela se divertir no Recreio e me ligar qnd chegasse em casa. rs

    E a moça aqui, claro, se sente culpada por ficar tão pouco com ela, mas também é a minha vida, não há culpa, então vamos lidando.

    Bjs

  6. Luzia 6 de abril de 2011 at 10:56 Responder

    Muito legal Mônica! Acho fundamental que elas sintam o quanto são importantes em nossas vidas e que sempre fazemos o que é possível para estarmos mais perto! Parabéns!

Deixe uma resposta