Um dia inesperado com o papai! – ou – Celebrando uma missão cumprida!

Nós babando e elas crescendo  /   /  Por Carlos Marcelo Bianchi

Um dia inesperado com o papai! – ou – Celebrando uma missão cumprida!

Hoje encerrei um ciclo na minha vida. Mudar sempre nos abala por vários motivos e aprendi que a vida faz isso muitas vezes conosco. Contudo, descobri, há pouco mais de um ano, que se EU criar minhas próprias mudanças EU posso ter controle maior da situação e guiá-las a meu favor.

E assim eu fiz. Infelizmente, deixei para trás grandes amigos e uma história que não era impecável, mas de boa reputação. Deixei coisas que gostava de fazer, situações e pessoas que curtia estar junto, por um único objetivo: buscar meu próprio sonho.

Meu sonho, naquele momento, era investir muito, tudo que pudesse na base de sustento da gente, investi em algo num momento que com certeza não teria outra oportunidade e mais tarde seria muito mais difícil. Quis fazer valer a frase ali de cima na maior amplitude que pudesse. Decidi investir em minha família. Tinha a oportunidade de ouro, fiz ela ficar maior e optei por aproveitá-la.

Eu não quero ser grande, um grande sujeito, uma grande pessoa. Quero uma família grande! De grandes corações, amor e felicidades abundantes.

Foi assim que o ano passou. Queria, ao menos por este tempo, inverter as prioridades: ao invés de ser eu, carreira, trabalho, quis que fosse a família a prioridade. A felicidade gravada e as histórias contadas e testemunhadas aqui mostram o quanto valeu a pena. 🙂

E este último dia fiz questão de dedicar a Amanda. Ela consolidou a família que sempre sonhei em ter e que quero expandir até onde meus braços e prudência puderem alcançar. Ela é o resultado vivo da primeira UNIÃO entre eu e a Mônica, a soma de tudo que nós 2 somos. Saímos, passeamos e refizemos tudo de bom deste período que passou, para ela nunca se esquecer.

Contudo, nada dura pra sempre e se a gente não muda, a vida muda pra gente. De qual modo temos mais chance de ter controle?

Não dá para manter as coisas boas para sempre, mas sempre é possível torná-las eternamente vivas em nossa memória, dentro de nós. Nada dura para sempre, mas sempre podemos torná-las eternas.



Almoçando para carregar as baterias.




Passeando de carro.




Pescando brinquedos no braço mecânico.




Ela agora tá fera nesse jogo, não dá mais pra jogar “café com leite”.




A pescaria foi muito boa! Olha o sorriso!




Doces troféus: a alegria não está em comer, mas em conquistar!




Rodeada de brinquedos.




Cercada por atraentes brinquedos para bebês! Acho q ninguém resiste a chegar perto, olhar, apertar, mexer, bater! hehehehe!




Pendurada no brinquedo para ficar mais alta.




Olha só a bombeira!




Indo bem alto para encostar no teto.




Nada melhor do que um shopping vazio para balançar o esqueleto.




Ah! Como engorda de felicidade esse sorriso!




Enfim, foi um dia inteirinho juntos que curtimos de montão!




Para mim, não importa se ela esquecer o motivo: apenas desejo que ela se lembre das emoções e do dia inteirinho de diversão!

Cadastre-se para receber e-mail quando houver posts novos!

Gostou desta matéria? Leia estas também!

Blog renovado! Clique aqui para ir para nosso novo blog! Cadastre-se para...

Blogagem coletiva >> Relato de parto O relato de hoje não é do parto da Amanda (que pode ser visto...

Disney World >> Visto americano – Parte 2 Continuando os posts desta série, hoje farei um resumo do...

14 comentários
 
  1. Mônica Japiassú 9 de janeiro de 2011 at 23:32 Responder

    Nossa, como é bom terminar a noite relendo e me emocionando novamente com o que você escreveu aqui e, principalmente, relembrando de como essa etapa foi tão importante e engrandecedora na nossa vida!
    Te amo cada vez mais!

  2. Letícia 10 de abril de 2009 at 09:09 Responder

    MoJ,

    que lindooooooooooooooooooooo!
    Estou emocionada!
    Tenho certeza que a Amandinha vai guardar a sete chaves esses momentos únicos.
    bjs

  3. rosana bianchi 6 de abril de 2009 at 19:18 Responder

    P A R A B E N S !!!! Emocionante, simplesmente lindo!!!! Sem palavras. Mas a minha sorte é q/vc É MEU IRMÃO!!!!! Que orgulho, imagine a minha mãe. rsrsrsr
    bjs amo vcs quatro.

  4. Cynthia Santiago 2 de abril de 2009 at 08:56 Responder

    Me emocionei de verdade com esse post. Que lindo, que palavras lindas. O meu desejo é que todos os homens, especialmente os que são pais, pudessem ler e se sensibilizarem com palavras e descrições tão lindas e profundas. Mais uma vez parabenizo essa familia abençoada por Deus!

  5. Tia dinda Paty 1 de abril de 2009 at 19:12 Responder

    Aposto q já tá ensinando a menina a matar aula tsc tsc tsc… pensei q fosse os dindos q fossem ensinar isso huauhauhahu

  6. José (pai da Mônica) 31 de março de 2009 at 13:10 Responder

    Marcelo, é bastante prazeroso ler os seus sentimentos relativos a família, especialmente sendo você o pai das minhas netas.

  7. Sonia 31 de março de 2009 at 12:07 Responder

    Marcelo tudo que escreveu é um grande presente para mim. Vc mostrou que guardou e está aplicando na qualidade de vida para sua família e mesmo p/vc. Foi maravilhoso ler e saber que não esqueceu tudo que eu te ensinei é lindo e um orgulho ler tudo que outras pessoas acham de vc. Continue assim!
    É verdade que nada é eterno mas a satisfação e a alegria de filhos e família é imensa. Siga sempre esse grande e precioso pensamento que vc adotou p/sua vida.
    “Nenhum sucesso no mundo compensa o fracasso no lar”.
    grande beijo
    sua mãe Sonia

  8. Daniela Burigato 31 de março de 2009 at 11:57 Responder

    QUe delícia de passeio! sua é família é linda mesmo!!
    te desejo muito sucesso!!

  9. Cláudia 31 de março de 2009 at 11:19 Responder

    Celo foi muito muito muito lindo mesmo o que vc escreveu! As fotos então estão maravilhosas! Minha mãe tb viu e adorou.
    Parabéns sempre!
    bjo
    clau

  10. Dani Maninha 31 de março de 2009 at 10:07 Responder

    Acho que Tia Lucia e Alexandre resumiram tudo o que eu gostaria de escrever. Pra mim, sinceramente, vocês são um exemplo e admiro demais a forma como levam as coisas, formam a família e nos incentivam a aprender diariamente com vocês. PARABÉNS!

  11. Lúcia Japiassú 31 de março de 2009 at 09:30 Responder

    Marcelo, assim como o Alexandre, chorei aqui de emoção ao ler seu relato. Peço a Deus que te conserve sempre assim, com esse amor infinito pela família, que é uma coisa difícil de se ver.
    O rostinho de felicidade da Amanda em todas as fotos é uma prova concreta de tudo o que você disse.
    AMO muuuito vocês quatro!
    Um grande beijo em seu coração

  12. Alexandre Japiassú 31 de março de 2009 at 07:35 Responder

    A visão e o entendimento que vcs tem da vida é especial e admirável.
    Há muito tempo eu não chorava e pude fazer isso agora, de felicidade!
    Amo vocês 4!
    Obrigado pela nossa convivência! É uma honra tê-los por perto sempre.
    Beijos!

  13. Mônica Japiassú 31 de março de 2009 at 06:17 Responder

    :~)
    Celinho, pode ter certeza de que esse período foi importantíssimo para a consolidação de muitas coisas boas em nossa família!
    Parabéns pela coragem e determinação, e obrigada por TUDO que você fez por nós!
    Te amo com todas as minhas forças!
    SMACKS!!

  14. Barbara 31 de março de 2009 at 04:14 Responder

    Oi Carlos…

    Parabéns por tudo isso! A diferenca entre vcs e muitas outras famílias é que vcs fazem a felicidade e as outras esperam por ela!

    Linda Família!

    Um grande abraco!

Deixe uma resposta