O dia P – Parte 2

Nós babando e elas crescendo  /   /  Por Mônica Japiassú

O dia P – Parte 2

Indo para a maternidade, as cólicas (que eram as contrações dando sinal de vida) começaram a ficar mais fortes e doloridas. E ficamos impressionados com a exatidão dos intervalos entre as contrações! Eu contava no relógio 5 minutos certinhos entre elas!

Na maternidade (Perinatal), fiz um exame que verificava os batimentos cardíacos da Amanda e as minhas contrações, e foi constatado que eu estava em trabalho de parto.

Além disso, a médica que fez o exame viu a gosma que estava saindo de mim e constatou que a bolsa tinha estourado e estava saindo líquido com mecônio, que são as primeiras fezes do bebê. Ou seja, a Amanda não agüentava mais esperar, ficou nervosa e teve um piriri lá dentro! Heheheheh!


Exame que constatou que eu estava em trabalho de parto.


A médica ligou para a dra. Julieta, passou as informações sobre o exame, e foi constatado que a Amandinha estava vindo mesmo. Agora era só esperar a minha médica chegar!

O Celinho avisou aos nossos pais e fomos para o quarto. Um tempinho depois, chegaram meu irmão e meus pais pra acompanharem tudo de perto.

A dra. Julieta e sua equipe ainda levaram cerca de 1 hora pra chegar, e eu sentindo dores cada vez mais fortes! 🙁

Quando ela chegou, ainda ia esperar o laudo do exame que fiz lá na maternidade, mas quando viu a cor do líquido que estava saindo, comprovou que estava com mecônio e falou que meu parto teria que ser cesárea, pois o bebê poderia entrar em sofrimento se demorasse a sair, pois iria ingerir muito mecônio

Pra ser sincera, não fiquei triste por não poder ter parto normal, pois eu não agüentava mais sentir dor!

Cadastre-se para receber e-mail quando houver posts novos!

Gostou desta matéria? Leia estas também!

Blog renovado! Clique aqui para ir para nosso novo blog! Cadastre-se para...

Blogagem coletiva >> Relato de parto O relato de hoje não é do parto da Amanda (que pode ser visto...

Disney World >> Visto americano – Parte 2 Continuando os posts desta série, hoje farei um resumo do...

7 comentários
 
  1. Pingback: Relato dos partos da Amanda e da Letícia (cesárea e parto normal) | Família Quadrada

  2. juliana de lorenzi 13 de fevereiro de 2005 at 00:40 Responder

    Parabéns, Mônica!!!! Sua filha é linda!! Fico imaginando a felicidade de vocês com esse presentão!!!
    Muitas felicidades e muita saúde pra vocês!!

  3. Suraya 12 de fevereiro de 2005 at 17:30 Responder

    Eu fiz a cesária direto para fugir das dores. 🙂 é bem mais tranquilo… rs Felicidades para vcs e para Amandinha.

    Beijos, Su

  4. Lúcia Japiassú 12 de fevereiro de 2005 at 14:02 Responder

    Ah…completando: foi a segunda vez que Deus nos deu esse presente. A primeira vez foi com o Pedro (para quem não sabe, o Pedro foi meu primeiro neto, e é filho do Alexandre)

  5. Lúcia Japiassú 12 de fevereiro de 2005 at 14:00 Responder

    São cenas tão lindas, que até hoje me emociono quando lembro…ver a felicidade da Mônica e do Marcelo, ver a Amandinha, de olhinhos abertos na incubadora, toda se mexendo…acho que é o maior prêmio que se pode receber de Deus! 🙂
    Beijos prá vocês três

  6. José (pai da Mônica/avô da Amandinha) 12 de fevereiro de 2005 at 10:03 Responder

    Foi um dos dias mais felizes da minha vida. Acompanhar o nascimento de um fruto da nossa própria filha é uma sensação indescritível!

  7. Carlos Marcelo 12 de fevereiro de 2005 at 10:01 Responder

    Isso mesmo! Ainda bem q não foi normal… Tadinhas das minhas meninas!!!! Não queria mais vê-las sofrendo!

Deixe uma resposta