Criatividade é um dom inato?

Filhos  /   /  Por Mônica Japiassú

Não. Na minha opinião, a criatividade não é um dom que já vem com a gente desde o nascimento.

A criatividade é algo que a gente constrói aos poucos. Com vivência, com prática, com estudo. Com bagagem.

E quanto mais bagagem a gente tem, mais possibilidades de usar a criatividade aparecem.

Hoje eu estava no meu Kitchen-Office, nos últimos minutos do meu expediente, e ouvi a Priscila, na sala, chorando e pedindo o celular pra jogar.

O Marcelo oferecia brinquedos diversos pra ela, e o choro só aumentava. Ela decidiu que só se contentaria com o celular, naquele momento.

E, como dali a pouco seria o horário de eu passar um tempo com ela, comecei a tentar pensar em algo que a surpreendesse e a tirasse daquele estado de chorar sem parar.

E aí a criatividade veio!

Peguei um pote de massinha novo (já na terceira filha, sabemos a importância de ter estoque de massinha em casa. Lembra o que falei sobre ter bagagem? Hehehheh!) e já entrei na sala falando:

– Priscila, eu preciso da sua ajuda!

Com essa frase, consegui a atenção dela. Ela olhou pra mim, já diminuindo o choro. Continuei:

– Minha chefe, no meu trabalho, me pediu pra fazer um boneco de neve de massinha, mas eu não sei fazer! Você pode me ensinar?

(Mais um parêntese sobre a bagagem que a gente vai construindo, pra ser utilizada em forma de criatividade em algum momento: já aconteceu algumas vezes de eu perguntar de que a Priscila brincou na escola e ela responder que brincou de massinha e fez um boneco de neve.)

Nesse momento, o choro cessou completamente. Mas como ela não respondeu logo, o Marcelo usou um artifício que tem dado MUITO certo quando a Priscila não quer fazer algo: ele disse que ELE ia me ensinar a fazer o boneco de neve primeiro.

Pronto! Foi o suficiente pra ela sair correndo para a mesa, dizendo que era ELA que ia me ensinar!

Fizemos bonecos de neve juntas e, depois, ela continuou brincando com a massinha por mais umas 2 horas. O celular foi esquecido! 😀

Quando me perguntam se me considero uma pessoa criativa, digo que não. Mas quando acontecem coisas desse tipo, concluo que sou uma criativa em desenvolvimento. Heheheheh!

Gostou desta matéria? Leia estas também!

Quem acompanhou a minha terceira gravidez pelo Instagram deve lembrar das fotos semanais que eu...

Ontem, poucos minutos antes da hora de dormir, a Priscila cismou que queria jogar Wii. Nós...

– Por que vocês quiseram ter filhas?Essa foi a pergunta que eu e Marcelo ouvimos da Lelê, enquanto...

8 comentários
 
  1. José Matos 3 de junho de 2021 at 16:20 Responder

    Mônica, você é sensacional!

  2. Lúcia Japiassú 2 de junho de 2021 at 16:49 Responder

    Amei!!! Você sempre se superando !!!

  3. Nanda 2 de junho de 2021 at 06:27 Responder

    A gente vai “dançando conforme a música”, né? A maternidade é uma ótima maneira de exercermos a criatividade rs Bjs

    • Mônica Japiassú 2 de junho de 2021 at 08:55 Responder

      Sem dúvida! Além de tuuuuudo que temos que fazer como mães, desenvolver bem a criatividade é uma das atividades mais importantes! 🙂 Obrigada pelo comentário! 🙂

  4. Carlos Marcelo Bianchi 1 de junho de 2021 at 22:14 Responder

    Sua criatividade foi incrível, admirável! Tudo motivado pela sua incessante vontade de nos ver felizes! Obrigado. ❤

    • Mônica Japiassú 2 de junho de 2021 at 08:56 Responder

      Você sempre foi inspiração e exemplo pra mim nesse quesito “criatividade” (além de inúmeros outros, claro!). Obrigada por ser esse companheiro INCRÍVEL e me ajudar a construir essa família maravilhosa! <3

Deixe uma resposta