Republicação: o segredo de NUNCA brigarmos

Casamento  /   /  Por Mônica Japiassú

Vamos começar a fazer algumas republicações de posts antigos de vez em quando. Assim, quem não nos acompanha desde o início (quem aí se lembra dos preparativos para o nosso casamento? :)) terá a oportunidade de conhecer um pouco do começo da nossa história – e os outros poderão relembrar conosco!

Hoje fui buscar um post de 9 anos atrás – julho de 2003 – e tive a bela surpresa de encontrar um texto que contava os segredos do nosso relacionamento sem brigas.

quarta-feira, 30 de julho de 2003


UM MÊS! Falta apenas um mês para Deus abençoar o nosso amor!
Aliás, Ele já nos abençoa há exatos 4 anos e meio. Tenho certeza de que Ele e Seus anjinhos olham por nós desde o início do nosso namoro e estiveram, estão e estarão nos ajudando sempre.
Sabem qual é meu maior orgulho nesse tempo todo de namoro? Nós NUNCA brigamos!
E aí vocês me perguntam: “Como assim? Vocês nunca discordam um do outro?”
Sim, discordamos, afinal nós somos muito parecidos mas não pensamos sempre da mesma maneira.
“E então, como vocês fazem?”
Tudo bem, vou contar pra vocês o nosso segredo, mas só se vocês prometerem que vão tentar usar o que vou escrever aqui para não brigarem mais com o seu amor também, combinado? 🙂
Nossa fórmula é a seguinte: sinceridade + compreensão = relação sem brigas.
“Ah, mas não é tão simples assim!”
Bom, aí depende da disposição que cada um tem para ser feliz constantemente. Para nós dois é simples sim! 🙂
Vou explicar um pouquinho como nossa fórmula se aplica à nossa vida:

Sinceridade: Algo que o Celinho fez me incomodou? Eu fiz algo que depois achei que o Celinho não iria gostar? Então, conto logo para ele sobre meu incômodo, seja ele qual for, sem mentir nem omitir nada.
Compreensão: Ao conversar sobre esses incômodos, nós dois expomos nossos motivos e, em vez de um ficar culpando o outro, procuramos compreender o porquê do erro ter acontecido e nos propomos a melhorar para que o erro não aconteça mais.
Uma dica muito importante para conseguirmos compreender a pessoa que amamos: coloque-se no lugar dela. Se, mesmo assim, você não conseguir compreendê-la, pelo menos esteja disposto a desculpá-la.
Alguns vão dizer “Ah, é fácil fazer alguma coisa errada e depois pedir desculpas!”.
Sim, é fácil, mas se percebemos que a pessoa realmnte se arrependeu e está disposta a não errar mais, também é fácil desculpá-la.

Bom, é claro que falei só o básico sobre a nossa fórmula. Vocês também não querem que eu dê a receita completa, né? 😉
Só quero dar mais um conselho para um relacionamento feliz: diálogo, muito diálogo. Conversem muuuuuuuuito, sobre tudo! Não guardem nada só para vocês, porque depois que problemas diversos se acumulam, um probleminha à toa pode ser a gota d’água para estourar uma briga. Aí, nem sinceridade nem compreensão podem dar jeito…

Bom, agora que já contei nosso segredo, espero que vocês aproveitem-no para serem felizes como nós somos! 😀

Daqui a mais 4 anos e meio eu conto novamente para vocês que nosso relacionamento continua feliz e sem brigas! 🙂

Não pesquisei se realmente fizemos outro post 4 anos e meio depois, mas hoje, 9 anos depois, estamos aqui para contar que nosso relacionamento continua feliz e sem brigas! 😀

Gostou desta matéria? Leia estas também!

Nosso casamento atingiu a maioridade!! 😍 E pra comemorar essa data tão especial, eu pedi para a...

Participo de um grupo no telegram sobre finanças (na verdade mais espectador do que participativo...

Ontem vi a notícia do divórcio do Bill Gates. Ele escreveu: “depois de 27 anos de casamento, depois...

7 comentários
 
  1. Lúcia Japiassú 24 de julho de 2012 at 23:44 Responder

    Sou muito feliz por ver vocês felizes sempre. Que Deus abençôe infinitamente o amor de vocês. Beijos nos corações

  2. Rebeca 23 de julho de 2012 at 12:38 Responder

    Olá Mônica, vi seu blog no Empredig e adorei esse post do relacionamento sem brigas! Parabéns pelo trabalho e pelo relacionamento duradouro!

    • Mônica Japiassú 23 de julho de 2012 at 13:28 Responder

      Obrigada, Rebeca! É muito bom receber comentários como o seu! 🙂

  3. José (pai da Mônica) 20 de julho de 2012 at 13:31 Responder

    Mônica, quando será lançado o livro de vocês sobre relacionamento conjugal?

    • Mônica Japiassú 20 de julho de 2012 at 13:59 Responder

      Não passa do ano que vem, pai! Quem sabe não conseguimos até antes? 🙂

  4. fabiana 20 de julho de 2012 at 12:37 Responder

    Tenho um relacionamento de 15 anos, e uso esta formula, a dica de conversar muiiito é mesmo a diferença, nunca fico pensando que meu marido tem que adivinhar sobre o que me deixou chateada, reconheço meus erros e compreendo que ele tambem tem limitações e jeio de pensar diferentes do meu. Não posso dizer que não brigamos, alias posso sim, porque a gente discute, conversa, fica assim chateado um com outro, senta conversa, avalia e ta tudo bem, como ele diz: temos muitas afinidades. Bom seria, se todo casal pudesse viver assim, agradeço todos os dias pelo amigo companheiro (queira Deus pra vida inteira) que ele me deu. Parabéns pra vocês!

    • Mônica Japiassú 20 de julho de 2012 at 12:54 Responder

      Puxa, que felicidade ler seu depoimento, Fabiana! Fico MUITO feliz quando tenho a oportunidade de conhecer histórias de casais que conseguem ter um relacionamento saudável e constantemente feliz! E você pode ter o orgulho de dizer que não brigam sim, pois brigar significa ser intolerante, não compreender nem aceitar as diferenças do outro e, principalmente, não conseguir resolver os impasses com um diálogo sadio, sem elevações de voz – e, pelo visto, vocês fazem exatamente o contrário, como nós! 🙂

Deixe uma resposta