Tudo ao mesmo tempo: adolescentes, enem, redes sociais, carreira, pais perdidos

Filhos  /   /  Por Carlos Marcelo Bianchi

Acompanhar a linguagem, o ritmo e tudo que rola dos adolescentes sempre foi difícil para os pais, tanto pela questão da diferença de idade, de juízo, de visão do mundo, temperamentos, quanto pela época que se vive que sempre tem suas particularidades e culturas. O conselho primordial é fazer um esforço para ser amigo do seu filho respeitando o seu tempo, seu espaço e, principalmente, a personalidade que ele quer formar para viver o mundo. E fazer isso sem parecer forçado e também sem querer viver por ele, comandando todas as suas ações.

Os pais logo devem aprender que apoiar não é fazer por ele, incentivar é dizer o que ele PODE e é capaz de fazer, jamais o que ele DEVE fazer. Também devemos mostrar que o mundo está aí para ser explorado e que as oportunidades são inúmeras para quem é bom, só que são infinitas para quem for sonhador e se propuser a realizar.

Algo que ouvia muito quando adolescente e me incomodava era a ideia de ter que escolher uma profissão para vida toda. Por acaso eu queria trabalhar com TI desde sempre então não tive dificuldade, mas imagino as pessoas terem que amarrar esse peso de decidir algo para o resto da vida. Felizmente esse conceito hoje mudou e para todo adolescente, não só minhas filhas, que tenho oportunidade de dizer eu tenho prazer de falar: você pode começar a vida fazendo uma coisa, fazer outras tantas no meio e terminar com algo completamente impensável agora. Tudo depende em grande parte de seu próprio esforço.

Acho curioso algumas pessoas reclamando das redações do ENEM. É pertinente: num tempo curto, com um tema muitas vezes que não estamos familiarizados, temos que desenvolver um ponto de vista e defender uma tese com coesão e correção de acordo com as normas de linguagem do Português. Não é fácil. Mas recentemente me dei conta de que cada conversa / debate que tenho com minhas filhas, é praticamente uma redação do ENEM que escrevo. Você, adolescente, já imaginou escrever um texto dissertativo sobre um tema não familiarizado, segundo as normas de linguagem do adolescente (sim, tem q falar de acordo com o universo deles), todo dia? 🤪

Mas, o maior desafio em sermos pais de adolescentes é acompanhar as filhas em todas as redes sociais ao mesmo tempo. E ainda lembrar que, em cada uma, os amigos delas têm fotos e nomes diferentes… 🤣 Isso sem falar nas lives p/ todo lado… Parece loucura, mas até que estou curtindo. Acho que vai ajudar a retardar meu alzhaimer usando tanto minha memória.

Enfim, isso é só um resumo! Para quem ainda não tem filhos adolescentes, se preparem desde já. Se agora está mais difícil do que há 10 anos, imaginem como será daqui a 10 anos! 🤣

Gostou desta matéria? Leia estas também!

Quem acompanhou a minha terceira gravidez pelo Instagram deve lembrar das fotos semanais que eu...

Ontem, poucos minutos antes da hora de dormir, a Priscila cismou que queria jogar Wii. Nós...

– Por que vocês quiseram ter filhas?Essa foi a pergunta que eu e Marcelo ouvimos da Lelê, enquanto...

2 comentários
 
  1. Carol Portela 11 de junho de 2021 at 19:07 Responder

    Impressionante como cada fase da vida dos filhos tem seus desafios, né? Quando eles nascem, pensamos “nossa, que difícil!”. Aí eles vão crescendo, pensamos: “vixe, agora ficou mais difícil”. E nem imaginamos o tanto de coisa que vem por aí! 😆 Deve ser muito interessante para vocês terem a oportunidade de acompanhar fases tão diferentes! Fiquei curiosa pensando como será a adolescência da nossa filha, mas pensando bem.. melhor viver cada fase de uma vez 😅😅❤️ Amei o texto, como sempre!

  2. Mônica Japiassú 11 de junho de 2021 at 18:13 Responder

    É um desafio a cada dia, aprendendo junto com elas! E COMO vale a pena!! 😀

Deixe uma resposta